RELIGIÃO E MEIO AMBIENTE: Frenatur promove II Procissão Náutica no Rio Paraíba do Sul

Evento em outubro homenageia Nossa Senhora Aparecida e chama atenção para a saúde do rio

Fruto da ideia inicial de se promover um tempo de reflexão quanto à preservação dos recursos hídricos da região, principalmente em se falando do Rio Paraíba do Sul, um grupo de devotos de Nossa Senhora Aparecida decidiu promover, ao exemplo da Colônia de Pescadores de Tremembé, um evento por via fluvial com porto de chegada em Aparecida.

Esse evento religioso, por conta das restrições impostas pelos protocolos sanitários advindos da pandemia, foi denominado Passeio Náutico em um trecho do Paraíba do Sul. Na realidade, já era a primeira edição da Procissão Náutica.

Segundo Evandro Lino dos Santos, esse primeiro evento em homenagem à Padroeira, inédito enquanto passeio sobre as águas, também se soma à grande variedade de manifestações de fé e espiritualidade.

“Realizamos o Passeio Náutico dentro da Novena a Nossa Senhora Aparecida, algo inédito e especial. Sentimos isso, pois nós, de Aparecida, costumamos prestar homenagens nossa padroeira de diversas maneiras, principalmente por ocasião da novena. Por exemplo, a carreata, o charretaço (com charretes), várias procissões”, explica Evandro.

Lembrando ter, a imagem de Nossa Senhora da Conceição, depois denominada Aparecida, sido encontrada nas águas do Paraíba do Sul, surgiu, a ideia de se realizar uma procissão fluvial. “A Mãe é Aparecida das águas e não fazemos, nas mesmas águas, para homenageá-la?”, destaca o devoto.

Apesar de conhecerem, e respeitarem muito, a tradicional Romaria de Tremembé, sem homenagem a São Pedro e Nossa Senhora Aparecida, promovida pela Colônia de Pescadores de Tremembé e Pindamonhangaba, realizada sempre no primeiro final de semana do mês de julho, há mais de 33 anos, entendem, os organizadores da Procissão Náutica, ser mais um louvor a São Pedro, padroeiro dos pescadores.

Nessa Romaria dos pescadores participam, também, pessoas de Potim e Aparecida.

“Resolvemos, então, promover a procissão fluvial, com data o mais próximo possível da Novena de Nossa Senhora Aparecida, para podermos evidenciar a Santa saída das águas e, principalmente, dar cada vez mais protagonismo ao nosso Rio Paraíba do Sul, o qual tanto precisa de ajuda. Sabemos que ainda damos as costas para o Rio, mas queremos e podemos mudar isso”, explica Santos, destacando, ainda, o nascimento da Frenatur (Frente Náutica para o Turismo) e o desejo de cada vez mais para chamar a atenção a essa realidade.

Evandro Lino comenta o fato de o Paraíba do Sul já ter sido bem recuperado, mas há muito por se fazer em prol de sua saúde. “Temos a certeza que a Mãe Aparecida vai nos ajudar a encontrar caminhos para isso acontecer. E ele, o nosso Rio Paraíba do Sul, voltará a ser totalmente despoluído, respeito e amado”, termina, em tom profético.

A Procissão Náutica acontece no dia 02 de outubro, a partir das 13h, e seu início será na concentração, na Ponte da Sapucaia, em Moreira César (Pindamonhangaba).

A previsão de chegada é para as 15h30, na margem Beira Rio, bairro Ponte Alta, em Aparecida.

Às 16h será celebrada Missa Campal, para encerramento da procissão.

Obrigatório o uso de coletes salva-vidas, independentemente do tipo de embarcação.

A organização tem, à venda, camisetas comemorativas ao evento. Preço único de R$ 15, com reservas pelos mesmos contatos das inscrições:

E-mail: [email protected]

Celular: (12) 99665-3632

Retirada no local de concentração para a saída.

Comentários