Conecte-se agora
acesse vila rica

TURISMO

TURISMO RELIGIOSO: Encontro no Santuário de Aparecida oficializa Dia Nacional do Peregrino

Publicado

em

Participantes do evento (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Realizado pela CNTur– Confederação Nacional do Turismo e Projeto Vale Receptivo, aconteceu – na manhã de quarta-feira, no Santuário Nacional de Aparecida, importante encontro entre entidades promotoras e organizadoras dos chamados caminhos de peregrinação, os quais partem de diversas localidades e levam os fieis peregrinos até a casa da Mãe Aparecida.

A ideia central do encontro foi a de se estabelecer a máxima proximidade entre os diversos caminhos religiosos, por parte de seus gestores, com a troca de conhecimentos e informações as quais possibilitem o estabelecimento de procedimentos e condutas universais, beneficiando a todos os peregrinos e, ainda, consolidar a data de 27 de junho como o Dia Nacional do Peregrino, a ser comemorado anualmente.

Porta Santa (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

O evento teve início com acolhida na Porta Santa e missa presidida pelo arcebispo Dom Orlando Brandes e a participação dos representantes das entidades convidadas. A missa ainda celebrou o Dia de Nossa Senhora do Socorro, o próprio Dia do Peregrino e o aniversário do Bontur, Bondinhos Aéreos de Aparecida, há 4 anos em atividade no Santuário, promovendo o lazer dos romeiros de todas as localidades.

O Arcebispo Dom Orlando Brandes durante a celebração (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

João Gilberto Oliveira (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Um painel de debates aconteceu, em seguida, na Sala Três Pescadores e o coordenador do Projeto Vale Receptivo, João Gilberto de Oliveira e representante da Pastur – Pastoral do Turismo, deu as boas vindas aos participantes, referindo os propósitos desse primeiro momento como sendo para motivação, congraçamento e propositura de sugestões para evolução das ações em busca de uma unicidade de protocolos para melhor atender aos peregrinos. Destacou o total apoio do Santuário Nacional ao projeto de oficialização do Dia do Peregrino, um trabalho da Pastoral do Turismo de Aparecida.

“Na verdade, o peregrino – após percorrer todo o caminho escolhido – torna-se, ao chegar em Aparecida, um turista também. E é preciso acolhê-lo bem”, disse Oliveira, demonstrando a necessidade de se criar um conselho composto por representantes das entidades gestoras dos caminhos/rotas para se oferecer, aos peregrinos, o mesmo tratamento dispensado a estes por pessoas ao longo do caminho. “Em Aparecida o peregrino não pode ser visto apenas como mais um, mas, sim, como um turista especial”, completou.

Alex Cardoso, secretário de Turismo de Potim (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

O secretário de Turismo de Potim, Alex Cardoso (representando o Caminho da Fé), explanou sobre a extensão do Caminho da Fé, desde o seu ponto inicial em Águas da Prata; informou o registro oficial de 10 mil peregrinos no ano de 2017. Referiu a sua percepção a respeito do sentimento demonstrado pelos fieis, ao chegarem a Potim. “Em Potim eles já estão se preparando para entrar em Aparecida; já um preparo espiritual mesmo, fazendo com que todas as marcas das dificuldades da caminhada sejam amenizadas”, disse Cardoso.

Com o acréscimo de novos ramais, o Caminho da Fé se consolida cada vez mais, principalmente por ser inspirado no Caminho de Santiago de Compostela. O perfil de público é diferenciado, segundo pesquisas realizadas.

Representando o Caminho Religioso da Estrada Real – CRER, Josemar Azevedo iniciou sua fala explicando ser, o CRER, um caminho muito novo “uma criança que está nascendo ainda”,

Josemar Azevedo (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

vindo a completar seu primeiro ano em setembro de 2018. Original do Santuário de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, o caminho percorre1.032 quilômetros. Fruto da política pública do Governo de Minas, tem parceria com o Governo do Estado de São Paulo e com a participação marcante da Pontifícia Universidade Católica de MG. Além disso, há o envolvimento da Igreja, com ações da CNBB por meio da Comissão de Cultura e Educação, para desenvolvimento das Pastorais da Cultura e do Tuismo.

Segundo Josemar, o eixo articulador do CRER é entender não só a cultura das comunidades locais, a vida das comunidades, mas, sim, do projeto de vida destas mesmas comunidades. Seus valores, sua história, suas memórias, sua identidade.

O CRER percorre 35 municípios mineiros e seis paulistas, somando 65 localidades e isso possibilita, ao peregrino, “conviver, dialogar com a riqueza que é a cultura brasileira”.

Azevedo informou que o CRER tem gestão de uma empresa chamada Sacrum Brasilidades. Referiu, também, as modalidades que o CRER abrange e anunciou o Desafio CRER de Mountain Bike, incentivando os ciclistas a percorrerem o caminho e o projeto de formação de jovens imbuidos da espiritualidade do caminho CRER e habilitados na gestão de negócios no caminho religioso e se instruam na relação com os peregrinos.

Diego Fillipe (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Para Diego Fillipe, representante do Caminho de Pirapora (Pirapora do Bom Jesus), o evento para consolidação do Dia do Peregrino tem grande importância, principalmente pela proposta de unificar as ações em benefício do melhor atendimento aos fieis e, ainda, estabelecer troca de conhecimentos sobre as características de cada rota. Pirapora do Bom Jesus recebe a média anual de 450 grupos de romarias, peregrinos.

O Caminho surgiu em 1970, com uma pequena romaria, ainda sem rumo definido, para chegar ao Santuário de Aparecida. Com o aumenta da demanda, houve a necessidade natural de ser mais organizado e isso aconteceu, favorecendo não só quem reside no município, mas, também, os grupos vindos de outras cidades e com passagem por Pirapora. Assim, com a participação do Santuário Pirapora, está em andamento o processo de oficialização do roteiro que existe há 48 anos.

“Nós, enquanto peregrinos, somos instrumentos de evangelização e, sim, levamos o nome de Maria. Temos que cuidar do nosso romeiro, do peregrino que faz parte do nosso caminho”, disse Fillipe, destacando a necessidade da organização administrativa do projeto e citando, como exemplo, a não acolhida de um dos grupos por parte de um determinado santuário que pretendiam visitar. Demonstrou confiança no total reconhecimento do Caminho de Pirapora.

Fabrício Cobra Arbex (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Representando a Rota da Luz, Fabrício Cobra Arbex, ex-secretário de Turismo do Estado de São Paulo, saudou aos presentes e os cumprimentou pela dedicação em participarem do evento, aplaudindo a dedicação em promoverem ações pela evangelização.

Arbex comentou sobre a existência do programa da Secretaria de Turismo chamado “Caminha São Paulo”, no qual está inserida a Rota da Luz, que finaliza em Aparecida. Falou de outras três rotas de foco religioso: Passos de Anchieta; Rota Franciscana Frei Galvão e uma rota que liga Peruíbe a Ubatuba.

“A peregrinação é muito importante, pois é um momento de as pessoas centrarem seu pensamento em Deus, promovendo a evangelização e dando um Norte, um rumo religioso para a vida de todos”, comentou Fabrício Cobra, ainda destacando o fator social estabelecido por todos os caminhos, que é a geração de emprego e renda. “Toda vez que você cria uma rota, acabando criando em torno dela a oportunidade de as pessoas abrirem comércio, seu ponto de venda, uma pousada. Isso gera com que as pessoas no entorno das regiões, como no caso da Rota da Luz que sai de Mogi das Cruzes e vem até Aparecida, tenham possibilidade de emprego e renda e mais fácil inclusão social”.

Para o ex-secretário de Turismo, é importante existir a política pública, em todos os níveis de administração, dirigida a essas rotas exatamente por esses dois motivos: a ação evangelizadora para o exercício pleno da religiosidade e a geração de oportunidades de trabalho e renda, contribuindo para a melhor qualidade de vida das famílias contidas nos diversos trechos de cada caminho. Citou, ainda, a necessidade de ações para maior segurança dos peregrinos, com os governos oferecendo melhor estrutura para os peregrinos. “A criação do Programa MIT – Município de Interesse Turístico, vai dar oportunidade a outras cidades fazerem investimentos de Turismo, com maior apoio na estruturação das rotas, com mais segurança e infraestrutura para que as pessoas possam caminhar por todas as rotas que chegam a Aparecida”, frisou ainda Arbex.

João Gilberto Oliveira, pela Rota da Liberdade (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Solange Barbosa, da Rota da Liberdade, foi representada pelo coordenador do Vale Receptivo e realizador do evento, João Gilberto de Oliveira.

Gilberto comentou as características da rota que também integra o “Caminha São Paulo”. Criada em setembro de 2006, tem público diferenciado, representante da cultura afro e seus descendentes. Os principais destinos da Rota da Liberdade são Aparecida, Guaratinguetá e Lorena. No entanto, envolve cerca de 20 cidades do Vale do Paraíba.

“O principal objetivo da Rota da Liberdade é resgatar os valores da cultura afro (congadas, moçambiques, Festa de São Benedito, jongo, etc) e, com ações organizadas, o caminho foi reconhecido pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo”, informou Oliveira, o qual usou a palavra para marcar a presença da Rota da Liberdade no lançamento oficial do Dia do Peregrino e justificando a ausência da gestora do projeto, Solange Barbosa.

Rodrigo Costa (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

Rodrigo Costa, pelo Caminho de Aparecida, também falou a respeito de como surgiu a ideia de se estabelecer esse roteiro, detalhou providências para oferecer o máximo de informações aos participantes do grupo, inicialmente apreciadores do ciclismo e, posteriormente com a inclusão de peregrinos à pé. Algumas das medidas adotadas: planejamento do caminho mais plano, com avaliação da altimetria de cada trecho; a sinalização com um ícone criado a partir da chamada seta peixe; um guia, inclusive disponibilizado na internet; mapeamento de recursos de telefonia móvel; entrevistas com moradores de cada cidade do caminho, buscando estabelecer parâmetros para mais segurança e conforto dos peregrinos.

O Caminho de Aparecida tem ponto de partida em Alfenas, MG e está em fase de implantação de um novo ramal, saindo de Pouso Alegre, MG.

Ainda em fase de consolidação, segundo Rodrigo Costa, o Caminho de Aparecida não desenvolveu contatos para obtenção de recursos externos. “São mais de 100 voluntários, cada um participa dentro do que sabe fazer e isso facilita cuidarmos do caminho, recapeando trechos, podando o mato. São os chamados “Anjos do Caminho””, registrou Costa, citando o crescimento do número de pousadas e a motivação para os moradores buscarem desenvolver algum tipo de artesanato para vender aos peregrinos e ajudar na renda familiar.

Fechando o encontro de oficialização do Dia Nacional do Peregrino, o Delegado Regional de Turismo e Diretor da CNTur, Alfredo Gimenes, fez considerações a respeito do mesmo.

Gimenes acentuou a necessidade de todos privilegiarem a prática da peregrinação não só como objetivo de chegar ao Santuário, mas, sim, o exercício pleno da religiosidade, da meditação, valorizando o ser humano em toda sua essência.

Pinçou das falas dos participantes pontos importantes a serem considerados e os resumiu numa série de anotações, comentadas durante sua participação.

Clique no player abaixo para ouvir a íntegra dos comentários de Alfredo Gimenes. (Áudio: captação, Edna Maischberger / Edição: Marcos Ivan, Canal39)

Destaque especial à importância do Santuário Nacional como polo promotor de evangelização e religiosidade, as ações para bem acolher os peregrinos e a sua constante preocupação em acompanhar os objetivos propostos pelos diversos tipos de manifestação da fé católica e devoção à Senhora Aparecida, não deixando em segundo plano o trabalho desenvolvido por todos os outros santuários nacionais.

Houve a proposta de se estabelecer um conselho formado pelos roteiros de peregrinação, fortalecendo as iniciativas focadas em melhorias aos usuários, bem como a sistematização das informações comuns a todos, por meio dos recursos de comunicação disponíveis e acessíveis. Cuidados com prestação de socorro em casos de emergência, sinalização uniforme e detalhes afins foram abordados também.

Representantes da Secretaria de Turismo de Aparecida, Pastoral do Turismo e do Bontur também assistiram ao encontro.

Os organizadores contaram com a colaboração do Café e Restaurante Doce Vida, que serviu o coffee break.

O evento para oficialização do Dia do Peregrino teve como apoiadores:

. Santuário Nacional de Aparecida

. Memorial da Devoção

. Bontur – Bondinhos Aéreos

. Senac SP

. Sebrae SP

. Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo

. Secretaria de Cultur do Estado de São Paulo

. Secretaria de Turismo de Aparecida

. Pastoral do Turismo da Arquidiocese de Aparecida

. AGCTUR

. Canal39 – Mediação pelo jornalista Marcos Ivan de Carvalho

Realização:

. CNTur e Projeto Vale Receptivo

GALERIA DE FOTOS, POR EDNA MAISCHBERGER E MARCOS IVAN, CANAL39

 

  • Porta Santa (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • João Gilberto Oliveira (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • Alex Cardoso, secretário de Turismo de Potim (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • Josemar Azevedo (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • Diego Fillipe (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • Fabrício Cobra Arbex (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • João Gilberto Oliveira, pela Rota da Liberdade (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • Rodrigo Costa (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

  • (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

TURISMO

GESTÃO: Secretário Estadual do Turismo recebe prefeitos de MITs

Publicado

em

(Divulgação)

A agenda do Secretário do Turismo do Estado de SP Vinícius Lummertz, reservou espaço para importante encontro da autoridade com alguns prefeitos dos 140 Municípios de Interesse Turístico.

Os prefeitos, membros da AMITESP (Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo, participaram de debates sobre importantes propostas focadas em ações para incentivo do turismo.

A ideia geral é a efetivação de convênios de melhorias para a infraestrutura turística, item indispensável, senão o primeiro, para que aja, realmente, a melhor promoção e o fomento do turismo de cada cidade ou região.

Participaram da reunião os prefeitos de Nazaré Paulista, Murilo Pinheiro; Santo Expedito, Ivandeci José Cabral; Miracatu, Ezigomar Pessoa; Divinolândia, Naief Haddad; e Daniela de Cássia, prefeita de Monteiro Lobato e Presidente da AMITESP.

(Marcos Ivan, Canal39)

Continue Lendo

TURISMO

ECOS DO CARNAVAL: Tamandaré fechou bonito o desfile oficial em Guará (vídeo)

Publicado

em

(Foto: Marcos Ivan, Canal39)

Contando, e cantando, um enredo em homenagem a um de seus componentes já falecidos, o saudoso Zé Moacir, lembrado como “A Estrela Maior”, a Tamandaré também fez um desfile sem muitos percalços, com uma bateria firme e evolução marcada pela manutenção dos espaços entre as alas, motivou o público a cantar, também, o samba enredo. Por incrível um décimo não empatou em segundo lugar com a Acadêmicos do Campo do Galvão.

GALERIA DE FOTOS: Clics de Edna Maischberger e Marcos Ivan, Canal39

 

 

Continue Lendo

TURISMO

GESTÃO: Doria entrega certificados aos 43 MITs e fala do uso correto dos recursos disponibilizados

Publicado

em

(Divulgação)

Conforme o Canal39 anunciou, o Governador João Doria entregou, na tarde desta quarta-feira, 20, em SP, no Palácio dos Bandeirantes, os últimos 43 certificados de habilitação como Município de Interesse Turístico às cidades que tiveram seus Planos Diretores de Turismo, encaminhados, por meio de Projetos de Lei, à Mesa da Assembleia Legislativa. Por sua vez, após aprovados pelas Comissões da Casa de Leis Paulista, os PDTs foram enviados para a Secretaria de Turismo, para análise técnica pelo GTMITs (Grupo de Trabalho dos MITs (Municípios de Interesse Turístico), responsável pela análise técnica dos municípios que pretendem obter o título de MIT dentro da Secretaria de Turismo). Os mesmos foram aprovados e, de acordo com a Lei 16.938/2019, tiveram a habilitação concedida e confirmada hoje, com a entrega dos respectivos diplomas.

Com isso, completou-se, oficial e definitivamente, o elenco de 140 MITs – Municípios e Interesse Turístico do Estado de São Paulo.

Restam, em mãos do GTMITs, 100 Projetos de Lei aguardando a oportunidade de conquistar o título de MIT, uma realidade não a curto prazo, pois dependerá de complementação da Lei 1261/2015 para ampliação do número de Municípios de Interesse Turístico. Isso exigiria emenda ao artigo 146 da Constituição Estadual, motivo para muitas discussões em plenário da Assembleia Legislativa.

Atualmente, o GTMITs já desenvolve o processo de ranqueamento (análise de desempenho e aproveitamento) dos municípios titulados.

Serão exigidos relatórios, prestações de contas e outras providências para o MIT se manter no elenco.

Aliás, contrariamente ao que muitos administradores apregoam, o MIT não habilita o município a ser, posteriormente, uma Estância Turística. Daí, outras ações legais precisaram ser observadas.

O evento contou com a presença dos Secretários de Turismo, Vinícius Lummertz e de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, além do presidente da ALESP, deputado Cauê Macris.

Todos os MITs estão obrigados a seguir uma série de procedimentos, os quais serão avaliados e acompanhados por técnicos especializados, componentes de um grupo designado para prestar orientações e controle.

COMTUR E SUA IMPORTÂNCIA

Daí, destaque-se a importância de um COMTURConselho Municipal de Turismo completamente isento de “comandos externos”, altamente comprometido com os interesses do município e não se atrelando a posições meramente políticas e eleitoreiras.

Vale, ainda, destacar a fala do Governador João Doria no momento da entrega dos certificados, conforme pode ser observado mais abaixo.

O Conselho Municipal de Turismo de cada MIT passa a ser peça fundamental e com peso de decisões na elaboração de projetos e avaliação e deliberação sobre propostas para o uso dos recursos fornecidos pelo DADETUR – Departmaneto de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos.

Cada membro do COMTUR de um município passa, ainda mais, a ser responsável pelo sucesso das ações objetivando efetivas melhorias na promoção e fomento do turismo local. Aliás, essa é a premissa estabelecida pela Cartilha do MIT: COMTURs, obrigatoriamente, são Deliberativos e não meramente Consultivos.

Aos membros do COMTUR cabe, sem dúvida, a fiscalização do uso dos recursos por eles aprovados e recebidos do Estado.

(Marcos Ivan, da Redação do Canal39) 

Saiba mais

João Doria, durante sua fala no evento (Divulgação)

“Os 43 municípios que hoje estão recebendo essa qualificação sabem a responsabilidade que possuem à frente dessa atividade, a partir deste momento. Devem destinar o recurso para potencializar o turismo, que é aumentar o fluxo de pessoas na cidade para permitir a geração de empregos e de renda”, ressaltou Doria. Acrescentou que este novo cenário também será positivo para o micro e pequeno empreendedor e que esta alternativa pode engrandecer cada município. “Usem sua criatividade – exclamou o Governador- e façam bom uso dos recursos do turismo que não são para ser utilizados na construção de praças, iluminação, asfalto e fontes. Para estes itens os recursos são de outras origens”, finalizou.

Eis os municípios certificados: Adamantina, Adolfo, Anhembi, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília,

Secretário Vinícius Lummertz (Divulgação)

Mogi Mirim, Palmeira D’Oeste, Pauliceia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara D’Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim
No evento, Vinicius Lummertz, Secretário Estadual de Turismo, esclareceu que os recursos são liberados mediante a apresentação de convênios para obras de infraestrutura turística com o DADETUR (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), com a aprovação do Conselho Municipal de Turismo de cada cidade, além do aval do COC – Conselho de Orientação e Controle.

“Todos os MITs terão a oportunidade de aumentar seu fluxo de visitantes e melhorar a qualidade da atividade turística local com uma verba anual”, destacou o Secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

(Fonte: Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo)

 

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro