Conecte-se agora
acesse relogio

TURISMO

TURISMO RELIGIOSO – Brascoota volta a Aparecida e abre oportunidade de negócios

Publicado

em

Participantes da reunião (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Focando suas ações no desenvolvimento de um modelo de negócio acessível a todos os interessados em um trabalho cooperativado, os profissionais do transporte aéreo fundadores da Brascoota – uma cooperativa para vôos fretados de cargas e passageiros, estiveram em Aparecida, na noite de 07 de agosto, reunindo-se com alguns empresários do trade turístico local e imprensa, para a apresentação de detalhes referentes a esse modelo de negócio.

O evento teve lugar na Sala da Pastur, no Memorial da Devoção, coordenada por João Gilberto de Oliveira, da Pastoral do Turismo e representante do Projeto Vale Receptivo.

Paulo Renato Pires Fernandez, diretor-presidente da Cooperativa Brascoota discorreu sobre os serviços oferecidos pela transportadora aérea, informando serem especificamente no caso do Turismo Religioso, os de transporte de passageiros, inclusive da terceira idade, cujos destinos sejam os santuários e demais locais cujo afluxo de peregrinos seja marcante e já tornado tradicional.

Paulo Fernandez, durante sua explanação (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Com o programa “Passageiros da Fé”, os peregrinos que optarem por viagens aéreas, terão considerável diferencial no preço das passagens, haja vista a Brascoota ser uma cooperativa de profissionais e, portanto, não há vínculo empregatício entre eles e, sim, uma relação de gestão onde todos trabalham e os resultados são compartilhados.

O modelo apresentado na reunião desta terça-feira contempla a possibilidade de profissionais de outros setores do trade turístico, atuando em terra, participarem – também comungando de um modelo cooperativado – na oferta de serviços complementares e essenciais, como a venda de passagens (a Brascoota não tem permissão de comercializar bilhetes), montagem de pacotes incluindo transfers rodoviários, quando for o caso de acesso aos aeroportos, para embarque/desembarque e chegada aos hotéis/locais de peregrinação. Total atenção será dedicada quanto à acessibilidade e mobilidade das pessoas deficientes.

Esses pacotes necessariamente precisarão contar com guias locais, os quais conhecem apropriadamente os atrativos turísticos a serem apresentados aos peregrinos.

Segundo Fernandez, o ideal é a criação de uma Cooperativa de Turismo, ainda não existente no Estado de São Paulo. Por meio dessa cooperativa, os profissionais do ramo se tornam cooperados, somando conhecimento e técnicas para a viabilização de um trabalho com menos esforço e muita dedicação, minimizando custos – por serem os próprios gestores de cada negócio inserido no sistema – aumentando as oportunidades para um público ainda carente de atendimento e desejoso de fazer viagens de peregrinação.

Todos os parceiros desse modelo de negócio precisarão, naturalmente, ter suas atividades regulamentados pelo setor ao qual pertencem. Sobre isso, inclusive, o presidente da Brascoota alertou sobre importante audiência pública agendada para acontecer em Brasília, no dia 22 de agosto, com o intuito de estabelecer resolução disciplinar para fiscalização adequada das infrações à legislação do transporte rodoviário de passageiros regular.

A fiscalização, caso essa resolução seja aprovada, atuará mais fortemente e com regulamentação atualizada, coibindo o transporte pirata de passageiros (os chamados fretamentos “Mariatur”), o uso de indevido ônibus e vans de linha para viagens de turismo em finais de semana. Paulo Fernandez comentou ser comum, em diversas localidades, empresas de ônibus e vans alugarem seus carros para funcionários motoristas fazerem transporte de passageiros para romarias ou viagens de lazer, nos finais de semana.

Ainda sobre o modelo de negócio apresentado pela Brascoota, treinamentos para parceiros serão desenvolvidos por entidades como Sebrae e Senac, além dos próprios membros da cooperativa.

Gilberto (Pastur e Vale Receptivo) com os diretores da Brascoota: Fernandez, Murilo e Romero (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Os veículos e estabelecimentos que somarem na prática desse modelo de negócio terão o selo “Passageiros da Fé”, distinguindo-os dos demais, com a garantia de todo o suporte de conhecimentos e informações necessários para o perfeito funcionamento de cada elo dessa corrente, para a garantia do sucesso do empreendimento.

Na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, inicialmente havia a opção por dois aeroportos: o de Guaratinguetá e o de São José dos Campos. Por motivos técnicos e operacionais, inicialmente a Brascoota utilizará o de São José dos Campos, o qual “já está pronto para uso”, conforme definiu Fernandez, e todo o transfer para o destino dos peregrinos seria feito por parceiros credenciados.

O aeroporto de Guaratinguetá demanda investimentos para a instalação de uma área de embarque de passageiros e outros detalhes indispensáveis, devendo ser incorporado ao programa no próximo ano.

A reportagem do Canal39 indagou sobre a possibilidade de outros municípios terem seus aeroportos. Segundo Murilo Karapetcov Silva, também da Brascoota, os estudos para construção de um aeroporto demandam a avaliação do solo (se é um terreno sólido, arenoso), a direção e constância dos ventos, a localização geográfica da área escolhida (se há obstáculos naturais, como montanhas, por exemplo). Somente para a construção da pista são necessários, numa avaliação mínima, R$ 20 milhões. Sem se levar em consideração todo os demais detalhes, como salas de embarque, recursos de reabastecimento das aeronaves, aparelhamento de segurança e comunicação, etc.

Todas as informações, aos interessados e mais detalhes, podem ser obtidas acessando o site oficial da Brascoota ou por meio dos seguintes endereços: presidencia@brascoota.com.br  / (91)-98116-9608.

Texto: Marcos IVan, Canal39

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br e da web radio www.radiocanal39.online

TURISMO

VÍDEO: Fragmentos do Festival da Padroeira 2018 com Daniel e crianças convidadas

Publicado

em

Foto: Edna Maischberger

A programação de eventos comemorativos aos 301 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora, nas águas do Rio Paraíba do Sul, teve seu encerramento com o show apresentado pelo cantor Daniel e algumas crianças cantoras convidadas.

Padrinho do denominado Festival da Padroeira, Daniel buscou mostrar ao público algumas de suas canções preferidas, enquanto repertório mais religioso, contando com a participação de Neto Junqueira, Guilherme Martinez, Leo Cidade, Larissa Manoela, Yasmin Giacomini, Giulia Soncini, Fabiana Moneró e os irmãos canadenses do grupo The Melisizwe Brothers.

A Orquestra do PEMSA – Projeto de Educação Musical, que este ano conta com 600 alunos assistidos, mais uma vez “deu conta do recado” com totais méritos, executando magníficos arranjos elaborados especialmente para a ocasião.

Durante o espetáculo, Daniel valorizou a presença dos artistas convidados, declarou sua devoção e fé à Nossa Senhora Aparecida, destacou a imprescindível atuação da família para a formação dos jovens.

A reportagem do Canal39 registrou alguns momentos do Festival da Padroeira, o qual se encerrou com Daniel cantando o Hino Nacional, seguindo-se uma bela queima de fogos.

ABAIXO, CLICS DE EDNA MAISCHBERGER E MARCOS IVAN PARA A GALERIA DE FOTOS

 

Continue Lendo

TURISMO

VÍDEO: Daniel e as crianças cantoras no Festival da Padroeira – entrevista

Publicado

em

Foto: Edna Maischberger, Canal39

O cantor Daniel, padrinho do Festival da Padroeira, evento de encerramento da Festa de Nossa Senhora Aparecida, reuniu, em 2018, algumas crianças cantoras para fazerem parte de seu show. Acompanhados pela excelente Orquestra do PEMSA – Projeto de Ensino Musical do Santuário de Aparecida, os artistas deram um belo show em homenagem à Mãe Aparecida e às crianças, de um modo geral, por ser a data comemorativa a elas, também. Antes do show, nos camarins, Daniel e os artistas mirins conversaram com a imprensa.

 

Continue Lendo

TURISMO

TURISMO RELIGIOSO: Santuário Nacional divulga data de inauguração do Caminho do Rosário

Publicado

em

(Foto: Thiago Leon)

Logo após a Festa da Padroeira, visitantes poderão conhecer a mais nova obra do Santuário. (Por Flávia Gabriela)

No próximo domingo (14), o Santuário Nacional inaugura sua mais nova obra: o Caminho do Rosário. O projeto, que interligará a Cidade do Romeiro, ao Porto Itaguaçú, onde a Imagem de Nossa Senhora Aparecidafoi encontrada em 1717, foi pensado especialmente para oferecer estrutura que favoreça a contemplação dos mistérios do Rosário.

A cerimônia de inauguração do Caminho se inicia na missa das 8h, no Altar Central da Basílica. Logo após, uma procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida levará os fiéis até a entrada do novo espaço, onde haverá o descerramento de uma placa comemorativa. Haverá ainda a bênção das esculturas que representam os mistérios ao longo do trajeto.

“Ao longo de todo este ano, temos falado e trabalhado muito nesta empreitada. E, logo depois da Festa, teremos o Caminho preparado para ser inaugurado e presenteado à Mãe Aparecida. Muitos foram os desafios e as intervenções, e o trabalho está sendo bastante árduo. Mas, graças a contribuição mensal e incentivo dos membros da Família Campanha dos Devotos, estamos concluindo mais esta obra. Sem a dedicação de todos nesta tarefa, nada disso seria possível”, explicou o administrador-ecônomo do Santuário, padre Daniel Antonio.

O projeto é composto por cenários dos mistérios do Rosário com peças em tamanho natural, e que já estão concluídos. Todo o trabalho foi concebido e executado pelo artista plástico Blas Servin, que é paraguaio e já realizou diversas obras em seu país.

Os cenários contaram com a criatividade, pesquisa e trabalhos de arquitetos e engenheiros que trabalham com bastante empenho nesta obra. De acordo com padre Daniel, também tiveram papel primordial no projeto diversos profissionais da construção civil.

O projeto paisagístico também foi elaborado com detalhes. As plantas escolhidas para compor os cenários são bem significativas e fazem alusão aos evangelhos e ao Rosário. No percurso, os devotos poderão observar parreiras, além de tamareiras e várias espécies de rosas.

O Caminho do Rosário ainda conta com especial atenção à segurança dos visitantes e, com esta finalidade, o Santuário investiu em um sistema de vigilância eletrônica de toda a área.

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro