Conecte-se agora
acesse NATALCUNHA

TURISMO

TURISMO RELIGIOSO – Brascoota volta a Aparecida e abre oportunidade de negócios

Publicado

em

Participantes da reunião (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Focando suas ações no desenvolvimento de um modelo de negócio acessível a todos os interessados em um trabalho cooperativado, os profissionais do transporte aéreo fundadores da Brascoota – uma cooperativa para vôos fretados de cargas e passageiros, estiveram em Aparecida, na noite de 07 de agosto, reunindo-se com alguns empresários do trade turístico local e imprensa, para a apresentação de detalhes referentes a esse modelo de negócio.

O evento teve lugar na Sala da Pastur, no Memorial da Devoção, coordenada por João Gilberto de Oliveira, da Pastoral do Turismo e representante do Projeto Vale Receptivo.

Paulo Renato Pires Fernandez, diretor-presidente da Cooperativa Brascoota discorreu sobre os serviços oferecidos pela transportadora aérea, informando serem especificamente no caso do Turismo Religioso, os de transporte de passageiros, inclusive da terceira idade, cujos destinos sejam os santuários e demais locais cujo afluxo de peregrinos seja marcante e já tornado tradicional.

Paulo Fernandez, durante sua explanação (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Com o programa “Passageiros da Fé”, os peregrinos que optarem por viagens aéreas, terão considerável diferencial no preço das passagens, haja vista a Brascoota ser uma cooperativa de profissionais e, portanto, não há vínculo empregatício entre eles e, sim, uma relação de gestão onde todos trabalham e os resultados são compartilhados.

O modelo apresentado na reunião desta terça-feira contempla a possibilidade de profissionais de outros setores do trade turístico, atuando em terra, participarem – também comungando de um modelo cooperativado – na oferta de serviços complementares e essenciais, como a venda de passagens (a Brascoota não tem permissão de comercializar bilhetes), montagem de pacotes incluindo transfers rodoviários, quando for o caso de acesso aos aeroportos, para embarque/desembarque e chegada aos hotéis/locais de peregrinação. Total atenção será dedicada quanto à acessibilidade e mobilidade das pessoas deficientes.

Esses pacotes necessariamente precisarão contar com guias locais, os quais conhecem apropriadamente os atrativos turísticos a serem apresentados aos peregrinos.

Segundo Fernandez, o ideal é a criação de uma Cooperativa de Turismo, ainda não existente no Estado de São Paulo. Por meio dessa cooperativa, os profissionais do ramo se tornam cooperados, somando conhecimento e técnicas para a viabilização de um trabalho com menos esforço e muita dedicação, minimizando custos – por serem os próprios gestores de cada negócio inserido no sistema – aumentando as oportunidades para um público ainda carente de atendimento e desejoso de fazer viagens de peregrinação.

Todos os parceiros desse modelo de negócio precisarão, naturalmente, ter suas atividades regulamentados pelo setor ao qual pertencem. Sobre isso, inclusive, o presidente da Brascoota alertou sobre importante audiência pública agendada para acontecer em Brasília, no dia 22 de agosto, com o intuito de estabelecer resolução disciplinar para fiscalização adequada das infrações à legislação do transporte rodoviário de passageiros regular.

A fiscalização, caso essa resolução seja aprovada, atuará mais fortemente e com regulamentação atualizada, coibindo o transporte pirata de passageiros (os chamados fretamentos “Mariatur”), o uso de indevido ônibus e vans de linha para viagens de turismo em finais de semana. Paulo Fernandez comentou ser comum, em diversas localidades, empresas de ônibus e vans alugarem seus carros para funcionários motoristas fazerem transporte de passageiros para romarias ou viagens de lazer, nos finais de semana.

Ainda sobre o modelo de negócio apresentado pela Brascoota, treinamentos para parceiros serão desenvolvidos por entidades como Sebrae e Senac, além dos próprios membros da cooperativa.

Gilberto (Pastur e Vale Receptivo) com os diretores da Brascoota: Fernandez, Murilo e Romero (Foto: Marcos IVan, Canal39)

Os veículos e estabelecimentos que somarem na prática desse modelo de negócio terão o selo “Passageiros da Fé”, distinguindo-os dos demais, com a garantia de todo o suporte de conhecimentos e informações necessários para o perfeito funcionamento de cada elo dessa corrente, para a garantia do sucesso do empreendimento.

Na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, inicialmente havia a opção por dois aeroportos: o de Guaratinguetá e o de São José dos Campos. Por motivos técnicos e operacionais, inicialmente a Brascoota utilizará o de São José dos Campos, o qual “já está pronto para uso”, conforme definiu Fernandez, e todo o transfer para o destino dos peregrinos seria feito por parceiros credenciados.

O aeroporto de Guaratinguetá demanda investimentos para a instalação de uma área de embarque de passageiros e outros detalhes indispensáveis, devendo ser incorporado ao programa no próximo ano.

A reportagem do Canal39 indagou sobre a possibilidade de outros municípios terem seus aeroportos. Segundo Murilo Karapetcov Silva, também da Brascoota, os estudos para construção de um aeroporto demandam a avaliação do solo (se é um terreno sólido, arenoso), a direção e constância dos ventos, a localização geográfica da área escolhida (se há obstáculos naturais, como montanhas, por exemplo). Somente para a construção da pista são necessários, numa avaliação mínima, R$ 20 milhões. Sem se levar em consideração todo os demais detalhes, como salas de embarque, recursos de reabastecimento das aeronaves, aparelhamento de segurança e comunicação, etc.

Todas as informações, aos interessados e mais detalhes, podem ser obtidas acessando o site oficial da Brascoota ou por meio dos seguintes endereços: presidencia@brascoota.com.br  / (91)-98116-9608.

Texto: Marcos IVan, Canal39

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br e da web radio www.radiocanal39.online

TURISMO

ECONOMIA: Guedes anuncia ajustes no SISTEMA “S” que envolve ações em Turismo

Publicado

em

(Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Em evento acontecido na segunda-feira (17), no Rio de Janeiro, o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes anunciou medidas no sentido de promover a adequação dos recursos disponibilizados ao chamado Sistema “S”, que incorpora Senai, Sesc, Senac e Sesi, principalmente.

Não descartando a importância do Sistema S para o ensino e a profissionalização, Guedes vê a necessidade de um aparente sacrifício, haja vista essas entidades não serem governamentais e receberem repasses do Estado para as atividades mantidas pelo Sistema S .

Especificamente no trade turístico havia uma divergência sobre qual personalidade jurídica teria direito ao recebimento dessas verbas de repasse. Por uma lado, a CNC – Confederação Nacional do Comércio, reivindica a representatividade dos setores turísticos (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)) e busca manter a arrecadação de parte do montante distribuído para o Sesc e o Senac.

Com a definição do STF a respeito da legitimidade da CNTUR – Confederação Nacional do Turismo, como única entidade patronal sindical de 3º grau representante do Setor de Turismo no Brasil, já existe o planejamento dessa confederação para a criação do seu próprio Sistema S, com o SENATur (Serviço Nacional de Aprendizagem em Turismo) e o SESTur (Serviço Social do Turismo). Segundo comentários, a proposta é de promover a real visibilidade na aplicação dos recursos repassados para os “S”.

A disputa continua, por parte da CNC, que entrou com recurso contra a decisão do STF, mas, conforme dizem os especialistas, “já são favas contadas” e a CNTUR deverá, justamente, permanecer com o reconhecimento do STF.

Logicamente, com isso se consolidando, e com o anunciado corte de repasses para ajuste da economia brasileira, num todo, as duas Confederações terão repasses menores. A CNC deverá continuar com a representatividade do Comércio e a CNTUR de todo o trade turístico, englobando sindicatos de empresas de turismo, meios de hospedagem, gastronomia, hotéis, bares, restaurantes, promotoras de lazer e entretenimento, clubes esportivos, etc.

Paulo Guedes pretende horizontalizar os impostos, acabar com isenções e subsídios, cortando verbas do Sistema S, entre 30% e 50%. “É contribuição. Como vamos pedir o sacrifício do outro sem dar o nosso?”, destacou.

Durante sua fala, Guedes mandou um recado à classe política: “Venham aqui e assumam a responsabilidade e o protagonismo”, destacando que a era do comodismo está no fim, comparando a situação com a nobreza francesa. “Uma classe que só tem privilégios e não tem atribuições está enfraquecida. Eles já sabem que não tem mais o toma lá dá cá e vão ter que se reinventar”, disse e ressaltou a força dos meios de comunicação por conta da tecnologia, afirmando ainda que “está parecido com a nobreza francesa, mas a guilhotina aqui é midiática, cada hora cai em um pescoço”.

Para a Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, segundo nota publicada, as ações saneadoras são importantes, mas é preciso a classe empresarial ser ouvida pelo governo.

(Texto: Marcos Ivan, MTB36001)

Continue Lendo

CULTURA

SUGESTÃO39: Fim de Ano Especial em Cunha é imperdível

Publicado

em

Descobrir não estarmos ficando velhos é a receita mais fácil de ser utilizada para, realmente, não nos sentirmos arcados pelo peso da idade

Aliás, minha amiga Ana Luna, vocalista do grupo Menospausa, de SP, sempre dizia ser importante “botarmos vida em nossa idade e não idade em nossa vida”…

Vai daí, vale a pena preparar um tempo de mais conforto para as alegrias plenas de saída de ano e chegada de ano.

Não tem essa de dizer que perdeu o encantamento celebrar um tempo novo e o final do tempo velho. Um só existirá se o outro deixar de existir e isso é inevitável! Cada porção de 12 meses, a contar de 01 janeiro, se transforma em história vista, vivida, contada e cantada após o 31 de dezembro da mesma porção.

Então, por isso e por tudo, não há desculpa nenhuma de você não juntar família e amigos, ou mesmo aparentemente só, pegar uma condução e subir até Cunha, a aprazível Estância Climática que tem o dom de ser criativa o tempo todo. Eita povo “bão” de criar eventos! A cidade é festa, de janeiro a dezembro.

Prova disso é o Fim de Ano Especial, idealizado para acontecer no palco de quase todos muitos eventos da simpática Cunha: a Praça da Matriz.

A Secretaria de Cultura e Turismo anuncia para as duas últimas semanas do ano, esse “Fim de Ano Especial”, embalado por música boa, de diversos estilos. Vejam:

DIA 22 DE DEZEMBRO – Valorizando as tradições e contemplando a todos quantos, de uma forma ou de outra dão sua contribuição para a música de banda existir na cidade, a União Cunhense abre a programação em grande estilo. A União é a “jóia” da cidade e tem um repertório de muito bom gosto. Metais na praça, logo de cara!

DIA 23 – A música instrumental clássica tem seu momento solene com o Quarteto Prestíssimo, formado por profissionais de altíssima competência e acurada sensibilidade musical, com passagem por formações orquestrais como o Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida, o que já é uma esplêndida referência. O público poderá apreciar peças executadas com talento e bom gosto.

DIA 28 – Experimentem juntar, no mesmo palco, 3 talentosos rapazes, cada um em sua praia de roqueiro, tocando o melhor do pop rock! Cunha vai curtir os carinhas de Lorena que juntaram baixo, batera, guitarra (e voz) para aspergirem, nos ares serranos, a musicalidade da Água de Mina, banda que faz a trilha sonora do terceiro dia de shows de final de ano.

DIA 29 – Logicamente, a nossa MPB não ficaria de fora! Ela chega com um pessoal bem animado e preparado, conhecedor dos caminhos e canções exatos para fazer Cunha cantar as mais apreciadas páginas do cancioneiro nacional. Peleco e Banda pegam estrada e aportam na Praça da Matriz no dia 29, fazendo um “pré-esquenta” para a virada de tempo em busca de tempos novos.

DIA 30 – Se por um lado a MPB foi contemplada pela organização, nada mais justo e indispensável, também, a presença de muito Samba e Pagode. Logicamente, quando os artistas são daqueles que trazem o ritmo no sangue, o público “leva” no gogó o que o cardápio do grupo apresenta. Isso vai ser comprovado com a presença do Batuke Geral, um dos bons grupos que movimentam a cena do Samba e Pagode pela Região. Com grande sucesso, necessário se faz destacar! Aí, quando 2018 já começa a juntar os panos, fazer as malas e começar as despedidas, precisa ter música boa para o “bota fora”. André Moraes soma, com o Batuke Geral, o elenco do dia 30, em Cunha. O Fim de Ano Especial vai ter, com toda certeza, o espaço nobre para a música Sertaneja. André Moraes dá conta do recado e mostra, pra todo mundo, porque é uma das gratas presenças no cenário musical escolhido.

DIA 31 – Clima de baile na Praça da Matriz! Isso mesmo, Réveillon popular, de boa qualidade, com uma consagrada banda, bastante requisitada para grandes eventos nos quais a música se faz indispensável. O Réveillon em Cunha vai ser de graça, no chamado “zero oitocentos”, “na faixa”, com a Vitrine Mais Banda Show.

O ano velho pode até não gostar muito de ir embora, mas vai ao som de boa música, a mesma que vai anunciar 2019 como o melhor ano ainda não vivido por todos os brasileiros.

De quebra

Para quem pensa que só música não enche barriga, ou para quem gosta de apreciar o que é bom, saboreando o que é bom, vai funcionar, no local do evento, uma bem montada Praça de Alimentação com a tradicional culinária cunhense. Aposto que não vai faltar por lá a porção de pinhão com linguiça calabresa e rodelas de cebola. Só para fazer água na boca.

Fim de Ano Especial? Cunha tem e garante espaço para quem quiser aproveitar.

Visite o site da Cunhatur e conheça as opções de hospedagem, alimentação e passeios. Sim, pois durante o dia Cunha continua a ser festa de quem gosta de praticar o bom exercício de comprovar seu bom gosto, apreciando natureza e o melhor do artesanato regional e, depois dos shows, descansar o descanso merecido!

Dicas: Visite o Mercado de Cunha (tem uma lojinha de muitas cachaças!); a Igreja Matriz (em fase de restauração); a Casa do Artesão (com muita coisa para presentear). No sábado, tem Roda de Viola na Praça ao lado da Igreja do Rosário.

Fim de Ano Especial. Cunha, de braços abertos para todos!

FOTOS: Divulgação.

TEXTO: Marcos Ivan, MTb36001 – Canal39.

Continue Lendo

SR-CRUZEIRO

NATAL: “Cruzeiro em Festa” movimenta Praça 9 de Julho

Publicado

em

(Fotos: Divulgação / Prefeitura Municipal de Cruzeiro)

Desde o dia 06 de dezembro a cidade de Cruzeiro, (agora MIT – Município de Interesse Turístico), na Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, vive a segunda edição do projeto “Cruzeiro em Festa”, comemorando o Natal.

Realizado pela Prefeitura Municipal em parceria com a Associação Comercial de Cruzeiro, a programação natalina teve início com a chegada do Papai Noel e a inauguração da decoração especial, com muita luz e brilho, na Praça 9 de Julho. O evento também contou com apresentações artísticas e musicais. Durante o período de Natal funcinarão praça de alimentação, brinquedos, além de sorteios de brindes, até o dia 23 de dezembro.

Essa ação conta com o apoio do Clube de Dirigentes Lojistas, Grupo de Expansão Industrial e Comercial de Cruzeiro e Associação das Indústrias da cidade e região.

VEJA, ABAIXO, A COLEÇÃO DE SLIDES:

 

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro