Conecte-se agora
acesse VERÃO

CULTURA

GASTRONOMIA E CULTURA: Cunha vive novembro com violas e trutas em dois festivais

Publicado

em

Destino apreciado por quem gosta de um clima mais ameno, incrustada num pontinho especial da região serrana da Bocaina e com titularidade de Estância Climática, Cunha é um ebulidor cultural e turístico por excelência, constantemente ativo.

Novembro é mais um tempo de muita movimentação por lá, com a realização de dois festivais, praticamente ao mesmo tempo.

O povo cunhense e os turistas de todas as partes poderão degustar o sabor da verdadeira música caípira, tocada e cantada na Praça da Matriz, onde também funcionará uma praça de alimentação para atender o apetite de todos com grande variedade de pratos à base de truta.

A moda de viola e a truta estarão em cartaz, com direito a merecidos aplausos.

No palco, o 6º Canta Violeiro, Festival de Música Caipira Inédita, destinado a manter a tradição da verdadeira música brasileira talentos de todas as partes do país.

Nos pratos, a mágica dos chefs dos restaurantes locais, fazendo da truta a tentação indispensável para compor um ótimo final de semana pelos espaços de Cunha. Além das tendas na Praça da Matriz, todos os restaurantes locais poderão oferecer, em seu estabelecimento, um prato típico da casa ou, até, algo especialmente “bolado” para atender ao apetite dos visitantes.

Canta Violeiro

Formatado para incentivar o talento dos compositores de música caipira e divulgar o trabalho dos intérpretes, promovendo a manutenção da tradição desse gênero musical, o Festival Canta Violeiro de Música Caipira Inédita chega à sua sexta edição, num esforço conjunto da Associação Viola Caipira, Prefeitura de Cunha e com produção da APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte, com mais força e reconhecimento por parte dos envolvidos.

O Canta Violeiro envolve uma série de eventos, todos gratuitos, o que demonstra a sua importância enquanto ferramenta de alavancar e preservar as tradições brasileiras. Serão 3 dias de oficinas para os violeiros (afinação, preparação de repertório, postura em palco, interação com o público); eventos culturais na praça, inclusive com rodas de violas; shows musicais e a efetiva participação dos concorrentes. O coral Bem Te Canto, de Cunha, ganha espaço para uma apresentação especial.

A premiação deste certame é considerada uma das maiores da Região, comparativamente a outras da mesma categoria.

Truta

Peixe que se reproduz e vive em águas de temperatura mais baixa, fácil em Cunha, a truta tem espaço permanente nos cardápios da gastronomia cunhense e ganha seu Festival, casando datas com o Canta Violeiro.

Temperando-se entre si, música caipira e gastronomia tornam novembro mais saboroso, em todos os sentidos, pelos altos da Bocaina, principalmente quando o Horário Brasileiro de Verão já torna os dias mais longos e as noites chegam, deliciosamente românticas.

Interessante é lembrar que, além das tendas na Praça da Matriz, a truta é estrela em todos os restaurantes que oferecem esse alimento, na cidade.

Hospedagem

Cunha dispõe de um receptivo muito bom, com diversas pousadas de excelente atendimento, tanto no centro e proximidades com, também, em pontos das estradas de acesso à Estância. O tarifário pode ser consultado por telefone ou e-mail e uma das boas referências para escolha e por meio do site da Cunhatur. Neste mesmo endereço eletrônico há a possibilidade de o turista programar bons passeios.

 

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br, da web radio www.radiocanal39.com e REVISTA39 - digital.

CULTURA

CULTURA: Festival de Marchinhas movimenta também Potim

Publicado

em

Divulgação

A Prefeitura, por meio do Departamento de Cultura, convida a todos para participar do 1° Concurso De Marchinhas da Cidade de Potim, que será realizado no dia 21 de fevereiro de 2019 na Praça Miguel Correa dos Ouros, no Correto, ás 20h.

Para participar do concurso é necessário inscrever a música de criação própria, no estilo “Marchinha de Carnaval”, com tema livre.

As inscrições se iniciaram dia 11 de janeiro e  permanecem até o dia 14 de fevereiro 14h.
O concurso será livre podendo haver inscrições de toda região.

As inscrições deverão ser feitas por meio de preenchimento de ficha que pode ser retirada na recepção da Prefeitura de Potim ou solicitando a ficha via e-mail: cultura@potim.sp.gov.br.

O inscrito deve enviar a gravação da marchinha em formato mp3 na integra (boa qualidade) e a letra da marchinha, cifrada, para os e-mails:

cultura@potim.sp.gov.br ou mauraomusico@hotmail.com

O resultado das selecionadas será divulgado no dia: 12/02/2019

Serão selecionadas as 10 finalistas, que concorrerão as seguintes premiações no dia 21 de fevereiro:

1º R$ 1.000,00 + CERTIFICADO + TROFÉU

2º R$ 300,00 + CERTIFICADO + TROFÉU

3º R$ 200,00 + CERTIFICADO + TROFEU

4º CERTIFICADO + TROFÉU

5º CERTIFICADO + TROFÉU

DE 6º AO 10º COLOCADO CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO

Continue Lendo

CULTURA

CULTURA: Itaguará realiza evento com muito Samba de Gafieira

Publicado

em

(Divulgação)

Os apreciadores de bons bailes e os amantes do chamado “samba de gafieira”, que proporciona oportunidades para verdadeiros passos de muita arte, têm a grande chance de participar de um Work Shop de Samba de Gafeira e Samba no Pé, oferecido pelo Itaguará Country Club, localizado na Estância Turística de Guaratinguetá.

Renata Versolatto (Divulgação)

Mestres do incomparável gingado e dos sinuosos desenhos coreográficos do verdadeiro samba de salão ministram, no sábado, 02 de fevereiro, das 10h às 12h, uma oficina para quem quer se iniciar nessa praia do bem dançar ou busca se aprimorar no estilo. Para isso, o time composto por Laura Santiago, Anderson Gaspar, Thais Oliveira  e Renan Feu, acolhe e orienta aos interessados.

Para os associados ao Itaguará, por sinal um Senhor Clube, o work shop custa R$ 20 por pessoa. Os visitantes contribuem com R$ 40.

 

“Test Drive”

Banda Ramos da Gafieira (Divulgação)

Já que muita gente vai poder se desenvolver ou se iniciar no samba da gafieira, com a oficina disponibilizada pela manhã, poderá se exercitar, já no sábado à noite, ocasião na qual acontece o 1º Baile de Gafieira do Itaguará, com o professor Sandro e dançarinos do Rio de Janeiro e convidados da Região. A trilha sonora fica por conta da Banda Ramos da Gafieira.

A noitada de muito Brasil na ponta dos pés e nos incríveis e artísticos passos da gafeira tem início às 22h e só termina às 02h, já no domingo pleno.

Para associados, a Gafieira é gratuita. Visitantes pagam R$ 40 e as mesas podem ser reservadas ao valor de R$ 80 cada.

SAIBA MAIS E FAÇA SUA INSCRIÇÃO CLICANDO AQUI

(Texto: Marcos Ivan, fotos: Divulgação)

Continue Lendo

CULTURA

CULTURA: História da Arte é tema de novo curso no Museu Municipal de SJC

Publicado

em

Curso de História da Arte, realizado no ano passado, contou com a participação de um bom público - Foto: Divulgação/FCCR - Foto: PMSJC

(Por Avelino Israel / Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo pretende abrir, na segunda quinzena deste mês, o prazo de inscrição para um novo curso de História da Arte e para um ciclo de palestras sobre o movimento modernista brasileiro. Como no ano passado, as atividades acontecerão no auditório do Museu Municipal de São José dos Campos e a previsão é que comecem na primeira semana de fevereiro.

Em 2018, foi realizado um curso de História da Arte Ocidental, da Pré-História à Arte Contemporânea, além de cinco minicursos sobre estilos de arte (Expressionismo, Cubismo, Dadaismo, Surrealismo e Renascimento). As atividades foram realizadas aos sábados, com oferta de quase 700 vagas. Todos os participantes que tiveram mais de 70% de frequência receberam certificado.

Para a engenheira mecânica Viviane Bespalhok, que participou do curso de História da Arte, “as aulas foram ricas em contextualização histórica dos movimentos e das obras artísticas, fartas de material para pesquisas futuras, tudo apresentado de uma forma simples e objetiva, que só quem domina o assunto é capa de fazer”, enfatizou.

Tanto o curso como o ciclo de palestras, realizados em 2018, foram ministrados por Danielle Misura Nastari, graduada em Artes Visuais pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). A profissional é especialista em Gestão de Projetos Culturais pela Universidade de São Paulo (USP), mestre e doutoranda em Estética e História da Arte, também pela USP

Museu Municipal de SJC

Praça Afonso Pena, 29 – Centro

(12) 3921-7587

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro