Conecte-se agora
acesse vila rica

TURISMO

Fórum Nacional de Turismo e Esportes celebra decisão ratificada do STF sobre legitimidade da CNTur para representação do Turismo Nacional

Publicado

em

No centro, ministro Lummertz com Nelson Abreu à sua esquerda. (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

Na última segunda-feira, 26, aconteceu – em São Paulo, importante Fórum Nacional de Turismo e Esportes, durante o qual foi abordado o tema: “ O Novo Panorama de Desenvolvimento Social e Econômico do Turismo e Esportes no Brasil”. O evento foi aberto pelo presidente da CNTur, Nelson de Abreu Pinto, que falou sobre a estrutura da instituição diante das últimas decisões do STF (Supremo Tribunal Federal), legitimando a exclusividade da CNTur como a entidade sindical de âmbito nacional para a representação do Turismo.

O Seminário contou com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, o qual falou da importância do momento para o turismo brasileiro, quando o MTur procura investir em qualificação profissional, infraestrutura e promoção do país. “É o legado que deixaremos para o país”, declarou.

Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

O ministro também disse considerar que “nós somos o maior potencial planetário em Turismo”, destacando o Brasil como um dos dez em maior potencial Cultural. Para a autoridade, o país tem uma grande reserva de esperança.

Analisando, em termos de experiência e conhecimento, Lummertz disse que os jovens atuais se diferem, em muito, dos brasileiro de mais idade, por conta da tecnologia e mais fácil acesso ao conhecimento. Salientou ter, a agricultura, vivido um tempo de libertação das pessoas, as quais deixaram uma vida agregada, o mesmo acontecendo com a evolução das atividades humanas no período da industrialização, libertando os trabalhadores da dúvida para um tempo superior de qualidade de vida e, “sobretudo de liberdade”.

Definindo a atualidade brasileira como a era de servir e ser servido, o ministro do Turismo disse ser, isso, muito importante para uma civilização como a nossa que tem oportunidades muito grandes.

“Nós temos a necessidade de ter um país mais eficiente e mais produtivo. É daí que virá o resultado da nossa luta e do nosso esforço. Por mais que nós tenhamos a sensação e o sentimento de que as coisas, no Brasil, melhoraram nos últimos anos, as razões pelas quais essas coisas melhoraram ou estão, de alguma forma, absorvidas ou foram transitórias”, frisou Lummertz, autenticando sua fala com a notória comprovação de que as pessoas estão endividadas.

Para o ministro, os gestores brasileiros, de um modo geral, se confundiram, haja vista o não aumento da produtividade. “O que nós produzimos é pouco, não por culpa do trabalhador ou do empresário. É o sistema que tem muitos custos de transação, muitos custos intermediários, gerando necessidade de mais esforço para pouco resultado”.

Apoiado nessa constatação, Lummertz comentou que, no Brasil, a posse de qualquer produto se torna muito mais cara, por conta do funcionamento da economia, a qual não permite ao cidadão ter valor para o seu produto e, sequer, poupar para investir. “Nós estamos presos em armadilhas do chamado crescimento médio (que é a característica de muitos brasileiros); armadilhas que vão impedir o nosso sonho de se realizar sem que as reformas sejam feitas. Reformas grandes, médias e micros, como se estivéssemos cuidando para todo o sistema circulatório (artérias e veias) funcionar normalmente”, continuou.

Alertando não ser natural o Brasil querer ter o mesmo padrão de vida dos países desenvolvidos com uma produtividade equivalente a um quarto deles, exaltou a necessidade de se por o assunto à mesa e promover intensa reflexão a respeito, em busca de aumentos salariais reais, contrapondo os custos inflacionários e diferenças já acontecidas. O ministro também manifestou seu desejo de que o Brasil não seja um país com tantos impostos e tantos juros.

A disparidade de investimentos em Turismo, comparando-se Brasil (U$ 30 milhões) com Estados Unidos ou China (U$ 300 milhões) ao ano não autoriza um desenvolvimento sustentável. Ou seja, o Brasil atingiria o investimento dessas duas referências somente em 10 anos. “Isso só iria se agravar”, garantiu o ministro.

Necessidade de investimento estrangeiro

Vinicius Lummertz afirmou ser indispensável o investimento de capital estrangeiro no Turismo brasileiro, haja vista a falta de condições para melhor empreender, por exemplo, em uma marina ou um parque temático. Segundo ele, o  último parque temático acontecido data de 20 anos atrás. Com respeito à isenção tarifária para a chegada de empreendimentos e equipamentos estrangeiros, disse que “o mundo não tolera mais essa falta de firmeza, de posição, de maturidade. Nós não somos mais um país adolescente. Já somos um país adulto e como tal, nós temos que nos responsabilizar, porque nós estamos com mais medo de fantasmas inventados do que a realidade efetiva. Mais medo de abrir um cassino resort integrado, de U$ 6 milhões de investimento, do que do crime organizado que se institui no Brasil com milhares de homens armados, a partir dos presídios”.

Fechando sua fala, o ministro mostrou sua certeza de que é preciso que todos se responsabilizem pelo verdadeiro amadurecimento do Brasil, para nossos jovens terem uma verdadeira herança boa, compartilhável com todas as descendências que nele vivem.

Deputado Federal Celso Russomano (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

O Fórum contou com a participação do Deputado Federal reeleito Celso Russomano que ratificou a força de representação da CNTur e das entidades Sindicais no Brasil e a importância da causa Turismo como fator gerador de emprego e renda.

Russomano, que disse estar bastante envolvido com as ações do trade turístico, enquanto legislador na Câmara Federal, exerce a presidência da Delegação do Mercosul e, nessa condição, conseguiu aprovar o Projeto “Céus Abertos” o qual, certamente, deverá gerar mais movimentação para o Turismo no Brasil, motivando a concorrência entre as companhias aéreas, consequentemente provocando a redução dos preços das passagens aéreas, com a entrada em operações das companhias aéreas do Mercosul. “Muitas vezes temos dificuldades em fazer com que o o turismo interno aconteça por conta dos custos internos. Isso tem que acabar. Se a gente viaja na Europa, de um país para outro, pagando entre U$ 50 a U$100, por que no Brasil temos que pagar tão caro uma passagem aérea, que inviabiliza, de fato, o turismo?”, comentou o parlamentar, justificando que começou a se envolver com o projeto “Céus Abertos” exatamente por causa disso.

Russomano também disse não entender porque o Brasil não consegue, com a instalação de parques (a exemplo do Beto Carrero) ser um grande gerador de empregos e renda, movimentando todos os setores de serviços, principalmente.

Referindo-se à decisão do STF, a qual consolida a CNTur como representante do Turismo Nacional, disse ser, a mesma, “acertada, só colabora para que nós possamos focar exatamente no Turismo. Nós temos o sistema “S” e é um sistema que corre risco, hoje, no Congresso Nacional. Corre risco porque precisa mostrar para o que veio. O que está acontecendo no sistema “S” para o Turismo e o Esporte? Está faltando alguma coisa e é o momento errado para dizerem que não vão separar, não vão dispor de R$ 1,5 bilhão para o Turismo porque têm o interesse de centralizar”, disse, entendendo que ninguém venha a querer dispor de um orçamento nesse montante, mas, em continuação, considerou que “essa briga não leva a nada, só prejudica e vai fazer com que aqueles que têm interesse em acabar com o sistema “S” achem um motivo para que isso aconteça”.

Celso Russomano ainda comentou que o momento é para diálogo e união para, por conta da necessidade da geração de mais empregos, sermos capazes de suprir todas as regiões brasileiras. “Com tudo isso que o Brasil pode oferecer para o mundo, só falta uma coisa: vontade política de fazer. Se houver vontade política de fazer, vai acontecer”, finalizou o deputado federal.

Comemoração

O Seminário comemorou a decisão de ratificação do STF sobre a legitimidade da CNTur-Confederação Nacional de Turismo, como entidade de 3º grau sindical de âmbito nacional para a representação do Turismo Nacional. Os clubes esportivos se fizeram representar por Roberto Capellano, presidente do SindClubes São Paulo.

A FenaClubes é filiada à CNTur.

(Texto: Marcos Ivan, com colaboração de Alfredo Gimenes)

 

 

Continue Lendo
Propaganda acesse anuncie ""
1 Comentário

1 Comentário

  1. jean

    28 de novembro de 2018 em 19:39

    kkk Sindicatos no Brasil não dão nada de graça ,se preparem que vem cobrança em cima do setor ,partindo desse cidadão que perpetua no poder a anos em Sp não teremos muita esperança ,turismo é para quem entende e nao para amadores que nao pensam no futuro

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TURISMO

TURISMO: Silveiras lança folder com endereço de atrativos e estabelecimentos

Publicado

em

(Divulgação)

Sabemos que todos gostam, sempre que possível, de dar uma esticadinha com a família para conhecer, pelo menos, um pouco mais de nosso gigantesco Brasil, não é mesmo?

aconteceu de você chegar, em passeio com a família, a uma cidade e perguntar, para algum morador, por exemplo, onde fica a Bica dos 7 Goles?

Daí, o atencioso morador responde que “Sei não, moço… Conheço a Bica Branca… Fica lá pras banda do Sertãozinho”.

Ainda sem saber o que precisava saber, você avança mais um “bocadinho” e dá de cara com o carteiro. (Logicamente ele deve saber, pensa você…)

A resposta vem de pronto e então você descobre que a Bica Branca e a Bica dos 7 Goles são a mesma coisa e que para chegar até lá tem uma estrada de terra, mas em bom estado, todinha sinalizada com placas, no bairro Sertãozinho.

O carteiro, inclusive, lhe dá, de presente, o que ele chamou de “mapinha” da cidade, com todos os locais de fazer turismo, onde comer, dormir e, até, os telefones dos serviços municipais…

Você agradece, ajeita o “raybanzão”, volta para o carro e avisa a família que todos vão tomar 7 goles na Bica Branca, um dos mais procurados atrativos da encantadora Florada, uma cidadezinha bem organizada e simpática, incrustada na Serra dos Amores, num canto qualquer do país…

Enquanto você dirige, a criançada canta alguma coisa que sua esposa também entende e você só fica no “laraiá-raiá”, sem tirar os olhos da estrada e das placas de sinalização. Enquanto dirige, pensa:

“Se todos os prefeitos fizessem isso, todas as cidades teriam mais facilidade em receber visitas de turistas…”

Silveiras faz a lição de casa!

Já que você gosta de informação e de passear, na próxima oportunidade, com a turma toda, para Silveiras

Lá tem muita coisa bonita, tem história que faz parte da nossa história, para você colocar na história da história de sua família…

Ainda mais agora, que a Prefeitura de Silveiras preparou e já está distribuindo o Folder Turístico do município.

Guilherme Carvalho, prefeito de Silveiras, exibindo o Folder Turístico (Divulgação)

O prefeito Guilherme Carvalho faz questão de destacar a importância de se fomentar, incentivar mesmo, o turismo sustentável como ferramenta de gerar emprego e renda para muita gente.

E não é que o senhor prefeito tem razão?

Praticar ações focadas na sustentabilidade da Região, não só do município em si, com responsabilidade e compromisso pela qualidade de vida de todos, faz com que o turismo se torne referência e ganhe mais simpatizantes.

O comércio se torna mais organizado, pois há o incentivo à concorrência positiva, os meios de hospedagem buscam criar diferenciais, as famílias se motivam a investir esforços na realização de opções como artesanato, culinária, agricultura familiar, atendendo suas necessidades, além de estabelecer algum recurso adicional à economia local.

Guilherme Carvalho, inclusive, já destaca as próximas ações em benefício da promoção do turismo: estudos definirão, a curto prazo, a criação e produção de placas indicadoras dos atrativos silveirenses.

Folder Turístico de Silveiras (Divulgação)

As ações da Prefeitura de Silveiras são merecedoras de aplausos, pois – independentemente de estar aguardando a análise de seu Plano Diretor de Turismo (pelo setor competente da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, que é a AMITUR) – desenvolve trabalho para a cidade já estar, cada vez mais, apta, devidamente aparelhada, com o melhor de todos os esforços para quando merecer a classificação como MIT – Município de Interesse Turístico.

Essa classificação garantirá, ao município, repasse de verba do governo do Estado de São Paulo específica para o fomento e divulgação do turismo. Enquanto isso não acontece, não há o que esperar e, isto sim, continuar o trabalho, nunca esquecendo a lição de casa.

Afinal, nada acontece por acaso e quem espera, às vezes não vê o tempo passar…

(Texto: Marcos Ivan, Canal39)

Continue Lendo

TURISMO

LITORAL: Caraguatatuba aguarda 150 mil turistas no feriado da Páscoa e tem shows de Daniel e IZA

Publicado

em

O Feriado da Sexta-Feira da Paixão (19/04) e Domingo de Páscoa (21/04) deve atrair cerca de 150 mil turistas para Caraguatatuba. Como o aniversário de 162 anos de Caraguatatuba é no sábado (20/04), a cidade recebe os shows dos cantores Daniel e Iza, além da 12ª Encenação da Paixão de Cristo.

A Associação de Hotéis e Pousadas (AHP) estima a taxa de ocupação em 70%, podendo chegar a 90% até o final da semana. A Concessionária Tamoios estima que cerca de 155 mil veículos devem trafegar pela Rodovia dos Tamoios (SP-99) durante o feriado prolongado.

Além das praias e da gastronomia local, moradores e visitantes podem assistir a 12ª Encenação da Paixão de Cristo, na Praça da Cultura, na sexta-feira, a partir das 21h, organizada pela Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba.

(Foto: JC Curtis/FUNDACC)

Este é considerado o maior espetáculo religioso a céu aberto do Litoral Norte, que conta nesta edição com a participação de mais de 260 voluntários, do ator Fábio Villa Verde e do prefeito Aguilar Junior.  O ator Mauro Morais faz sua 12ª aparição como Jesus de Nazaré na produção.

A entrada é gratuita e haverá arquibancada para quem quiser ficar sentado. A expectativa da organização é que mais de 20 mil pessoas acompanhem a história dos últimos dias de Cristo na terra.

Música

As atrações musicais deste final de semana também serão realizadas na Praça da Cultura (Centro), na Avenida da Praia, e a entrada é gratuita. No sábado, aniversário de Caraguatatuba, os fãs da música sertaneja têm encontro marcado com o cantor Daniel, que traz o seu novo espetáculo “Versões de Mim”.

Cantor Daniel (Divulgação)

O repertório é formado por grandes sucessos da carreira de Daniel em novos conceitos. A outra novidade do artista fica por conta da canção “Casava de Novo”, lançada no dia 8 de março em todas as plataformas digitais.

No domingo, a cantora Fernanda Leturia apresenta seu MPB e Pop Rock, a partir das 19h30, abrindo o show da cantora IZA, que encerra o final de semana de atrações dos 162 anos de Caraguatatuba, a partir das 21h.

IZA (Divulgação)

Além do consagrado hit “Pesadão”, IZA levantará a galera com “Dona de Mim”, “Ginga” e “Bateu”, além dos destaques do soul e da disco music.

Previsão do tempo

De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), em Caraguatatuba, o feriado da Paixão de Cristo será parcialmente nublado e temperaturas que variam de 21ºC a 33ºC. O Sábado de Aleluia continua parcialmente nublado com a temperatura máxima subindo um grau.

Já o Domingo de Páscoa vai ser de muito calor com possibilidade de pancadas de chuva à tarde. Os termômetros registram mínima de 22ºC e máxima de 32ºC.

Programação Feriado Prolongado Semana Santa

19/04 (Sexta-feira) 21h – Espetáculo Paixão de Cristo – Praça da Cultura – Centro

20/04 (Sábado) 22h – Daniel – Praça da Cultura – Centro

21/04 (Domingo) 19h30 – Fernanda Leturia – Praça da Cultura – Centro

21/04 (Domingo) 21h – IZA – Praça da Cultura – Centro

(Secretaria de Comunicação / PMC – Fotos: JC Curtis/Fundacc e divulgação/PMC)

Continue Lendo

TURISMO

GASTRONOMIA: Pinhão motiva tradicional festa em Cunha

Publicado

em

divulgação

Shows de música, exposição temática e uma irrestível praça de alimentação com pratos à base da “estrela” da temporada: Araucaria angustifolia, nome científico do Pinhão Brasileiro, conhecido pelos indígenas como curi.

O Festival de 2019 tem abertura neste domingo, 26 de abril, com magnífico show na Praça da Matriz pela Orquestra Mundana Refugi, palco de todas as atividades culturais e gastronômicas do pinhão.

Já no dia 27, segunda-feira, inaugura-se a Exposição de Arte, no Parque da Bocaina, com as peças expostas obedecendo o uso da temática “pinhão”.

Durante a semana de 22 a 27 de abril, o produtor e diretor artístico Tarcísio Manuvéi é o facilitador da Oficina de Violas, que acontece no cinema local, preparando os músicos para a formação da Orquestra de Violas que tem apresentação marcada para domingo, 28, à noite.

Veja, no cartaz, a programação completa.

divulgação

Para fazer água na boca, veja, também, essa matéria publicada pelo Canal39 há alguns dias. Duas receitas que você pode preparar em casa, agradando a todos da família com sua majestade, o pinhão.

(Texto: Marcos Ivan, Canal39)

 

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro