Conecte-se agora
acesse hawaii

TURISMO

Fórum Nacional de Turismo e Esportes celebra decisão ratificada do STF sobre legitimidade da CNTur para representação do Turismo Nacional

Publicado

em

No centro, ministro Lummertz com Nelson Abreu à sua esquerda. (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

Na última segunda-feira, 26, aconteceu – em São Paulo, importante Fórum Nacional de Turismo e Esportes, durante o qual foi abordado o tema: “ O Novo Panorama de Desenvolvimento Social e Econômico do Turismo e Esportes no Brasil”. O evento foi aberto pelo presidente da CNTur, Nelson de Abreu Pinto, que falou sobre a estrutura da instituição diante das últimas decisões do STF (Supremo Tribunal Federal), legitimando a exclusividade da CNTur como a entidade sindical de âmbito nacional para a representação do Turismo.

O Seminário contou com a presença do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, o qual falou da importância do momento para o turismo brasileiro, quando o MTur procura investir em qualificação profissional, infraestrutura e promoção do país. “É o legado que deixaremos para o país”, declarou.

Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

O ministro também disse considerar que “nós somos o maior potencial planetário em Turismo”, destacando o Brasil como um dos dez em maior potencial Cultural. Para a autoridade, o país tem uma grande reserva de esperança.

Analisando, em termos de experiência e conhecimento, Lummertz disse que os jovens atuais se diferem, em muito, dos brasileiro de mais idade, por conta da tecnologia e mais fácil acesso ao conhecimento. Salientou ter, a agricultura, vivido um tempo de libertação das pessoas, as quais deixaram uma vida agregada, o mesmo acontecendo com a evolução das atividades humanas no período da industrialização, libertando os trabalhadores da dúvida para um tempo superior de qualidade de vida e, “sobretudo de liberdade”.

Definindo a atualidade brasileira como a era de servir e ser servido, o ministro do Turismo disse ser, isso, muito importante para uma civilização como a nossa que tem oportunidades muito grandes.

“Nós temos a necessidade de ter um país mais eficiente e mais produtivo. É daí que virá o resultado da nossa luta e do nosso esforço. Por mais que nós tenhamos a sensação e o sentimento de que as coisas, no Brasil, melhoraram nos últimos anos, as razões pelas quais essas coisas melhoraram ou estão, de alguma forma, absorvidas ou foram transitórias”, frisou Lummertz, autenticando sua fala com a notória comprovação de que as pessoas estão endividadas.

Para o ministro, os gestores brasileiros, de um modo geral, se confundiram, haja vista o não aumento da produtividade. “O que nós produzimos é pouco, não por culpa do trabalhador ou do empresário. É o sistema que tem muitos custos de transação, muitos custos intermediários, gerando necessidade de mais esforço para pouco resultado”.

Apoiado nessa constatação, Lummertz comentou que, no Brasil, a posse de qualquer produto se torna muito mais cara, por conta do funcionamento da economia, a qual não permite ao cidadão ter valor para o seu produto e, sequer, poupar para investir. “Nós estamos presos em armadilhas do chamado crescimento médio (que é a característica de muitos brasileiros); armadilhas que vão impedir o nosso sonho de se realizar sem que as reformas sejam feitas. Reformas grandes, médias e micros, como se estivéssemos cuidando para todo o sistema circulatório (artérias e veias) funcionar normalmente”, continuou.

Alertando não ser natural o Brasil querer ter o mesmo padrão de vida dos países desenvolvidos com uma produtividade equivalente a um quarto deles, exaltou a necessidade de se por o assunto à mesa e promover intensa reflexão a respeito, em busca de aumentos salariais reais, contrapondo os custos inflacionários e diferenças já acontecidas. O ministro também manifestou seu desejo de que o Brasil não seja um país com tantos impostos e tantos juros.

A disparidade de investimentos em Turismo, comparando-se Brasil (U$ 30 milhões) com Estados Unidos ou China (U$ 300 milhões) ao ano não autoriza um desenvolvimento sustentável. Ou seja, o Brasil atingiria o investimento dessas duas referências somente em 10 anos. “Isso só iria se agravar”, garantiu o ministro.

Necessidade de investimento estrangeiro

Vinicius Lummertz afirmou ser indispensável o investimento de capital estrangeiro no Turismo brasileiro, haja vista a falta de condições para melhor empreender, por exemplo, em uma marina ou um parque temático. Segundo ele, o  último parque temático acontecido data de 20 anos atrás. Com respeito à isenção tarifária para a chegada de empreendimentos e equipamentos estrangeiros, disse que “o mundo não tolera mais essa falta de firmeza, de posição, de maturidade. Nós não somos mais um país adolescente. Já somos um país adulto e como tal, nós temos que nos responsabilizar, porque nós estamos com mais medo de fantasmas inventados do que a realidade efetiva. Mais medo de abrir um cassino resort integrado, de U$ 6 milhões de investimento, do que do crime organizado que se institui no Brasil com milhares de homens armados, a partir dos presídios”.

Fechando sua fala, o ministro mostrou sua certeza de que é preciso que todos se responsabilizem pelo verdadeiro amadurecimento do Brasil, para nossos jovens terem uma verdadeira herança boa, compartilhável com todas as descendências que nele vivem.

Deputado Federal Celso Russomano (Foto: Marcos Ivan, Canal39)

O Fórum contou com a participação do Deputado Federal reeleito Celso Russomano que ratificou a força de representação da CNTur e das entidades Sindicais no Brasil e a importância da causa Turismo como fator gerador de emprego e renda.

Russomano, que disse estar bastante envolvido com as ações do trade turístico, enquanto legislador na Câmara Federal, exerce a presidência da Delegação do Mercosul e, nessa condição, conseguiu aprovar o Projeto “Céus Abertos” o qual, certamente, deverá gerar mais movimentação para o Turismo no Brasil, motivando a concorrência entre as companhias aéreas, consequentemente provocando a redução dos preços das passagens aéreas, com a entrada em operações das companhias aéreas do Mercosul. “Muitas vezes temos dificuldades em fazer com que o o turismo interno aconteça por conta dos custos internos. Isso tem que acabar. Se a gente viaja na Europa, de um país para outro, pagando entre U$ 50 a U$100, por que no Brasil temos que pagar tão caro uma passagem aérea, que inviabiliza, de fato, o turismo?”, comentou o parlamentar, justificando que começou a se envolver com o projeto “Céus Abertos” exatamente por causa disso.

Russomano também disse não entender porque o Brasil não consegue, com a instalação de parques (a exemplo do Beto Carrero) ser um grande gerador de empregos e renda, movimentando todos os setores de serviços, principalmente.

Referindo-se à decisão do STF, a qual consolida a CNTur como representante do Turismo Nacional, disse ser, a mesma, “acertada, só colabora para que nós possamos focar exatamente no Turismo. Nós temos o sistema “S” e é um sistema que corre risco, hoje, no Congresso Nacional. Corre risco porque precisa mostrar para o que veio. O que está acontecendo no sistema “S” para o Turismo e o Esporte? Está faltando alguma coisa e é o momento errado para dizerem que não vão separar, não vão dispor de R$ 1,5 bilhão para o Turismo porque têm o interesse de centralizar”, disse, entendendo que ninguém venha a querer dispor de um orçamento nesse montante, mas, em continuação, considerou que “essa briga não leva a nada, só prejudica e vai fazer com que aqueles que têm interesse em acabar com o sistema “S” achem um motivo para que isso aconteça”.

Celso Russomano ainda comentou que o momento é para diálogo e união para, por conta da necessidade da geração de mais empregos, sermos capazes de suprir todas as regiões brasileiras. “Com tudo isso que o Brasil pode oferecer para o mundo, só falta uma coisa: vontade política de fazer. Se houver vontade política de fazer, vai acontecer”, finalizou o deputado federal.

Comemoração

O Seminário comemorou a decisão de ratificação do STF sobre a legitimidade da CNTur-Confederação Nacional de Turismo, como entidade de 3º grau sindical de âmbito nacional para a representação do Turismo Nacional. Os clubes esportivos se fizeram representar por Roberto Capellano, presidente do SindClubes São Paulo.

A FenaClubes é filiada à CNTur.

(Texto: Marcos Ivan, com colaboração de Alfredo Gimenes)

 

 

Continue Lendo
Propaganda acesse anuncie ""
1 Comentário

1 Comentário

  1. jean

    28 de novembro de 2018 em 19:39

    kkk Sindicatos no Brasil não dão nada de graça ,se preparem que vem cobrança em cima do setor ,partindo desse cidadão que perpetua no poder a anos em Sp não teremos muita esperança ,turismo é para quem entende e nao para amadores que nao pensam no futuro

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TURISMO

SHOW: Barracão Folia tem muito samba e grande público na SABAP

Publicado

em

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: Grupo Barracão do Dunga; Batuke Geral; Wander Pires ladeado pelas duas passistas da Mocidade Independente de Padre Miguel (fotos: Edna Maischberger e Marcos Ivan, Canal39)

Realizado pelo sambista Dunga Cavaquinho e seu grupo de parceiros, que atuam no Projeto Barracão do Dunga, o Barracão Folia contou com bom número de frequentadores os quais foram contemplados com uma boa programação.

Na abertura, a moçada do Barracão do Dunga passeou pelo repertório dos grandes clássicos do samba, com direito a umas tiradas de pagode meio “das antigas”, que agradaram bastante a todos.

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: prefeito Marcus Soliva e secretária de Cultura, Aline Damásio; representantes apresentando os pavilhões das Escolas de Samba; Dunga Cavaquinho; Pavilhões das Escolas de Samba que desfilam em 2019; Marcus Soliva falando durante o evento. (Fotos: Edna Maischberger e Marcos Ivan, Canal39)

A segunda atração foi o grupo Batuke Geral, que desfiou um mix de diversos ritmos, montando uma micareta. Sucessos de Jorge Benjor, alguma coisa mais atual do funk, com pitadas de axé, sucessos do Roupa Nova e uma pá de outros sons serviram para fazer a “sala de espera” para a principal atração da noite.

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: Bateria Show; Wander Pires; Camila Silva, Rainha de Bateria da Mocidade; uma das passistas sambando na pista, com a cumplicidade de um expectador. (Fotos: Edna Maischberger e Marcos Ivan, Canal39)

Wander Pires, intérprete da Mocidade Independente de Padre Miguel trouxe, para fechar a noite, seu talento e sua musicalidade, acompanhado de uma bem ensaiada bateria, a qual justificou o título de Bateria Show.

A Rainha de Bateria da Mocidade Independente  também mostrou sua arte, ao lado de duas belas e desenvoltas passistas, sendo que as tres contemplaram ao público com um passeio pelo salão, atendendo a pedidos de fotos e dando oportunidade para que muitos ensaiassem um pouco de seu sonho de serem Mestre Sala ou passistas da Mocidade.

Ainda da esquerda para a direita, de cima para baixo: Batuke Geral; Bateria Show; Wander Pires e um de seus filhos; as duas passistas. (Fotos: Edna Maischberger e Marcos Ivan, Canal39)

O evento correu sem nenhuma alteração quanto à segurança, com muita animação.

O prefeito de Guaratinguetá, Marcus Soliva, assistiu a grande parte do show de demonstrou sua satisfação pelo sucesso do evento, saudando ao público pela participação e cumprimentando Dunga e seus colaboradores por manterem a tradição do samba no município.

Parte da arrecadação obtida foi destinada à APAE de Guaratinguetá.

O Barracão do Dunga é um projeto apoiado pela SABAP e conta com a parceria de empresas locais.

Galeria de fotos, com cliques de Edna Maischberger e Marcos Ivan.

 

Continue Lendo

TURISMO

TURISMO: Prefeitura de Guará divulga programação do Carnaval 2019 (vídeo e áudios)

Publicado

em

O prefeito Marcus Soliva, acompanhado do secretário de Turismo, Felício Murade, secretária de Cultura, Aline Damásio e do representante de OESG – Organização das Escolas de Samba de Guaratinguetá, apresentou, na manhã de segunda-feira, 18, toda a programação de eventos para a mais popular festa brasileira, que é o Carnaval.

Tudo começa já na quinta-feira que antecede o reinado de Momo, com a realização do ensaio técnico das cinco escolas de samba que participam do desfile oficial.

Marco Antônio Henrique, presidente da OESG; Felício Murade, secretário de Turismo; Aline Damásio, secretária de Cultura e prefeito Marcus Soliva, durante a coletiva (Foto: Edna Maischberger, Canal39)

A Avenida Carnaval (Presidente Vargas) terá uma bem montada estrutura com arquibancadas, camarotes e frisas, buscando atender ao público local e visitantes de toda a Região.

Após uma breve fala do prefeito, Murade discorreu sobre os detalhes da programação, a qual conterá os seguintes eventos:

Quinta-feira, 28 de fevereiro, 20h, AVENIDA CARNAVAL: Ensaio Técnico das escolas de samba

Sexta-feira, 01 de março, AVENIDA CARNAVAL:

20h – Grupo Proposta

22h – Circuito do Samba

00h – Banda Bala

Sábado, 02 de março, em frente à Câmara Municipal, na Avenida João Pessoa, no bairro Pedregulho: 17h – Concentração e partida da Banda Mole, com animação da Banda Santa Luzia, com destino à Avenida Carnaval.

Enquanto o cordão da Banda Mole percorre seu tradicional circuito, antes de se dirigir para a Avenida Carnaval, o público que optar comparecer direto à Avenida terá a oportunidade de ver as apresentações de duas atrações:

21h – Barracão do Dunga (que recepcionará a Banda Mole)

23h – Grupo X da Questão

Domingo, 03 de março, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves:

das 10h às 13h – CARNACENTRO, na Praça Conselheiro, com a Banda Furiosa tocando as tradicionais marchinhas de todos os tempos. Folia para crianças de todas as idades

AVENIDA CARNAVAL:

16h – Desfile dos Blocos de Embalo

23h – Júnior Pérola, convidados e banda

Segunda-feira, 04 de março, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves:

das 10h às 13h – CARNACENTRO, na Praça Conselheiro, com a Banda Furiosa tocando as tradicionais marchinhas de todos os tempos. Folia para crianças de todas as idades

17h, na Praça Homero Ottoni: Início do desfile do Bloco da Carroça, com destino à Praça da Estação, ponto final.

AVENIDA CARNAVAL:

22h – Maraca Soul

00h – André Moraes

Terça-feira, 05 de março, na Praça Conselheiro:

das 10h às 16h – CARNACENTRO, com a Banda Furiosa tocando as tradicionais marchinhas de todos os tempos e Festa Felizcidade de Carnaval. Folia para crianças de todas as idades

AVENIDA CARNAVAL: a partir das 20h: Desfile das Escolas de Samba, iniciando com um projeto Social de Guaratingetá, Projeto SANAC (Samba Não se Aprende no Colégio)

– Beira Rio da Nova Guará

– Bonecos Cobiçados

– Acadêmicos do Campo do Galvão

– Mocidade Alegre

– Unidos da Tamandaré

Cada escola terá 75 minutos para se apresentar

Em todos os dias, na Avenida Carnaval, durante os intervalos entre cada apresentação, a animação estará a cargo do DJ Átila.

Para os eventos da Praça Conselheiro e da Avenida Carnaval, de quinta-feira, 28 de fevereiro, a segunda-feira, 04 de março, não haverá cobrança de ingresso. Acesso livre.

INGRESSOS PARA O DESFILE DE TERÇA-FEIRA:

Inteira: R$ 25 Meia: R$ 12,50 ( Estudantes, Idosos com idade superior a 60 anos e pessoa com deficiência de locomoção

ONDE COMPRAR: Casa da Amizade, à Avenida Presidente Vargas, 969, Nova Guará

FORMA DE PAGAMENTO: Dinheiro ou cheque. Não há opção para pagamento com cartão.

CAMAROTES:

Serão 20 camarotes, cada um com capacidade para até 20 pessoas. Nestes locais serão permitido o acesso com alimentos e bebidas. Preço de cada unidade: R$ 4 mil;

A organização está finalizando estudos para definição do preço para o Camarote Bar, com capacidade para até 600 pessoas;

Frisas – Mesas na Concentração e Dispersão: R$ 300,00 para todos os dias, cada uma com capacidade para 4 pessoas.

Não será permitido, na Avenida, o acesso com alimentos e bebidas, exceto nos locais já referidos anteriormente.

Também não será permitido vender produtos em embalagens de vidro ou que representem risco às pessoas.

Haverá espaço destinado ao acolhimento de pessoas com deficiência e um acompanhante, devendo, os interessados, retirar os ingressos entre os dias 20 a 28 de fevereiro na Secretaria de Turismo.

Serão disponibilizados espaços fixos para a instalação de comerciantes interessados em fornecer alimentos e bebidas para o público. Esses comerciantes, devidamente credenciados, estarão submetidos a praticar uma tabela de preços estipulados pela organização com os seguintes valores:

Cerveja – até R$ 5

Refrigerante – até R$ 5

Água com ou sem gás: R$ 3

(Com possibilidade de se fazer promoção no valor, favorecendo os consumidores)

Ambulantes também serão credenciados e poderão conduzir um recipiente contendo bebidas ou alimentos.

DELIVERY COM TECNOLOGIA

Os fornecedores de alimentos e bebidas instalados em postos fixos poderão atender a pedidos dos populares que estiverem nos camarotes. Serão divulgados os números de Whatsapp de cada barraca e os entregadores, devidamente identificados, procederão à entrega, inclusive com a possibilidade de pagamento com cartão, desde que o comerciante utilize as maquininhas apropriadas.

CRITÉRIO PARA ESCOLHA DAS ATRAÇÕES

Segundo Felício Murade, secretário de Turismo, houve a preocupação de se dar oportunidade e valor aos artistas da cidade, com forte destaque para o samba mas, também, divulgando outros ritmos.

Ouça o que diz o secretário de Turismo, a respeito do critério adotado:

As atrações organizadas para a Praça Conselheiro estão sob coordenação da Secretaria de Cultura, dirigida por Aline Damásio, que também falou a respeito do Carnaval de Guaratinguetá:

SEGURANÇA

Há todo um estudo já definido de atuação da segurança, no ambiente da Avenida Carnaval, sob responsabilidade da Organização e com o apoio da Polícia Militar e Polícia Civil.

Toda a estrutura montada conta com avaliação técnica de profissionais capacitados e habilitados e deverá receber, para poder funcionar, o Alvará de Vistoria do Corpo de Bombeiros.

OESG

O presidente da OESG, Organização das Escolas de Samba de Guaratinguetá também falou para a reportagem do Canal39:

Continue Lendo

TURISMO

TURISMO: Lummertz foca abrir parques naturais e trata parcerias para alavancar o trade

Publicado

em

Em conversa na Secretaria de Meio Ambiente, cujo titular é Marcos Penido (Divulgação

O secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, esteve hoje (14) com o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, tratando de possibilidades para abrir novas concessões em parques naturais do Estado.

O Parque Estadual Serra do Mar, responsável pelo programa Caminhos do Mar, entre as regiões metropolitanas de São Paulo e Santos, e o Parque Estadual Intervales, no Vale do Ribeira, são os que estão mais preparados para o lançamento de editais de concessão, na avaliação dos técnicos do Meio Ambiente.

O secretário Vinicius Lummertz destacou a importância de iniciativas como essas, em especial, com o potencial dos parques paulistas. “Abrir os parques para visitação é garantir sua preservação, bem como dar a possibilidade de gerar emprego e renda para as comunidades onde estão inseridas”.

LUMMERTZ BUSCA PARCERIAS PARA ALAVANCAR TURISMO PAULISTA

O secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz, apresentou nesta quarta-feira (13) ao  presidente  da  Fecomércio SP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), Abram Szajman, uma série de propostas de ações que pretende desenvolver para que o estado paulista  avance  no setor. “Junto com a empresa Desenvolve SP, por exemplo, podemos viabilizar créditos para os municípios do estado com foco na ampliação da qualidade da atividade turística”, enfatizou o secretário.

Destacou ainda a redução da alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre o combustível de aviação em São Paulo, anunciada no início do mês pelo governo. A alíquota, que hoje é de 25%, cairá para 12% e vai baratear o custo operacional das empresas aéreas. Em contrapartida, em até 180 dias, o setor vai criar 70 novos voos e, representando 490 partidas adicionais por semana.

Educação foi outro tema analisado durante este encontro que contou também com a presença de Danilo Santos de Miranda, diretor regional do SESC (Serviço Social do Comércio no estado de São Paulo em São Paulo). “Já estivemos na Secretaria estadual de Educação para darmos início ao processo de inserção de matérias que contemplem o turismo para 1º e 2º Graus. Precisamos educar as crianças e jovens para que vejam o turismo como uma maneira de preservar a natureza, agregar progresso, gerar emprego e renda”, salientou Lummertz.

Neste mesmo raciocínio, acrescentou que a formação acadêmica é fundamental para o mercado de trabalho e o SENAI e o SENAC são grandes formadores de técnicos para a atividade turística. O titular do Turismo infirmou aos presentes que sua proposta é levar São Paulo para o mundo e este cenário passa também por uma mudança de comportamento. Nos territórios onde há parques ecológicos, por exemplo, os municípios devem trabalhar de forma regional, além de incentivar as pessoas a fazer parte do desenvolvimento econômico. “O maior parceiro do Turismo é o Meio Ambiente e o maior parceiro do Meio Ambiente é o Turismo de forma sustentável”, acrescentou.

Vinicius Lummertz, terceiro da esquerda para a direita, em conversa com representantes da Fecomércio. À sua direita, Abram Szajman (Divulgação)

Este encontro também contou com a presença de Algirdas Antônio Balsevicius, presidente do Sindicato do Comércio Atacadista de Gêneros Alimentícios do Estado de São Paulo e de um de seus diretores, Telmo Cortes.  Ouviram do secretário que o branding  (marca) será uma das principais ferramentas para o reposicionamento do turismo em São Paulo. “O objetivo é despertar sensações e criar conexões para o que o turista  escolha o estado como seu destino. O Estado paulista precisa de uma marca conceitual e imediata e investimentos maiores no digital”, concluiu. Na oportunidade, Szajman disse que se sentiu muito animado frente a tantas perspectivas  positivas referentes à atividade turística do estado de São Paulo.

(Fonte: Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo / Fotos: Divulgação Setursp)

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro