Conecte-se agora
acesse relogio

CULTURA

CULTURA: Festivale SJC aceita inscrições até 29 de julho

Publicado

em

Cena de espetáculo apresentado no festival do ano passado, no Centro de Estudos Teatrais (CET) - Foto: FCCR - Foto: PMSJC

(por Avelino Israel / Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

A Fundação Cultural está com inscrições abertas para o 33º Festivale, que será realizado de 30 de agosto a 9 de setembro, com o tema ‘inquietações cênicas’. Os interessados podem se inscrever até as 23h59 do dia 29 de julho, por meio de ficha eletrônica disponível no site da instituição.

O edital com todos os detalhes também está disponível no site da Fundação Cultural.

Podem se inscrever grupos de teatro de todo o Brasil, com qualquer espetáculo destinado ao teatro convencional, espaços alternativos, de rua e com temática destinada ao público adulto e infantil.

Também podem ser inscritos espetáculos de bonecos, animação, circo, performance e intervenção, garantindo acessibilidade à diversidade de expressões e linguagens.

Dos espetáculos inscritos que atenderem as exigências do edital, a Fundação Cultural selecionará 18 para participarem do festival, sendo até 4 de São José, até 10 de demais cidades do Estado de São Paulo e até 4 de outros estados brasileiros.

O resultado da seleção será divulgado no dia 3 de agosto pelo site da instituição. Dúvidas e informações podem ser obtidas pelo e-mail festivale2018@fccr.sp.gov.br

Curadores e tema

O festival deste ano tem como curadores Atul Trivedi (ator e diretor), Rodrigo Morais Leite (mestre e doutor em artes cênicas) e Fabiana Monsalú (atriz, diretora e mestre em teoria e prática do teatro).

Segundo explicou Rodrigo Leite, o tema deste ano procura conectar-se com uma teatralidade que se preocupa com o debate de diversos assuntos sociais, como o feminismo, a tolerância religiosa e a luta pela igualdade racial no Brasil”.

“A edição deste ano do Festivale não destaca apenas as muitas temáticas que o teatro pode abordar – como política, racismo, homofobia, entre outros –, mas procura renovar, nos próprios artistas, a forma de se fazer teatro, trazendo inovação para a arte.

E arte vem das inquietações das pessoas. Arte é para se expressar”, enfatizou Atul Trivedi.

Valorizar a cultura

O Festivale chega à sua 33ª edição reforçando o objetivo de valorizar a cultura, as artes cênicas e, especificamente, o teatro. Desta forma, a Fundação Cultural, por meio da Diretoria de Cultura e Patrimônio, entende que está contribuindo para o fortalecimento da criação, da produção artística e a integração entre os grupos teatrais.

Além das apresentações dos grupos selecionados, o festival também deverá ter a participação de grupos convidados e a realização de palestras, workshops, oficinas, intervenções e criações. A programação, com todas as atividades, horários e locais de realização está sendo definida e será divulgada em breve.

Fundação Cultural Cassiano Ricardo

Av. Olivo Gomes, 100 – Parque da Cidade – Santana

3924-7300

FONTE: SITE OFICIAL SJC

 

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br e da web radio www.radiocanal39.online

CULTURA

CULTURA: Semana Cassiano Ricardo tem abertura com o Coro Jovem de SJC e “Misa Criolla”

Publicado

em

Coro Jovem fará o espetáculo de abertura da 52ª Semana Cassiano Ricardo, que acontecerá no Teatro Municipal - Foto: FCCR/Divulgação - Foto: PMSJC

(Por Avelino Israel / Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

Com participação especial do grupo musical Palimpsesto e homenagem à cantora e folclorista chilena Violeta Parra (ano passado foi comemorado 100 anos do seu nascimento), o Coro Jovem de São José dos Campos abre, neste sábado (20), às 20h, no Teatro Municipal, a 52ª Semana Cassiano Ricardo, que terá uma extensa programação até o dia 27.

A apresentação faz parte da Série Opus, da atual temporada, e terá regência do maestro Sérgio Wernec. Os ingressos serão disponibilizados a partir de quinta-feira (18), 50% pelo site da Fundação Cultural e 50% no teatro, uma hora antes do concerto.

O espetáculo contará com a participação do pianista Guilherme de Almeida e terá canções brasileiras, indígenas, afro-brasileiras e latino-americanas, com destaque para Misa Criolla, de Ariel Ramírez. “Queremos traçar uma relação entre as músicas dos diferentes povos com a música brasileira”, explicou Sérgio Wernec.

Palimpsesto e Violeta

Formado em meados de 1988, o grupo de música neolatina de São Paulo, Palimpsesto, busca um caminho artístico alternativo, mesclando estruturas musicais clássicas de diversos períodos, com ritmos e instrumentos latinos, divulgando compositores latino-americanos e também composições próprias.

Violeta del Carmen Parra Sandoval foi compositora, cantora, artista plástica e ceramista chilena, considerada a mais importante folclorista e divulgadora da música popular chilena.

Teatro Municipal de São José dos Campos

Av. Rubião Júnior, 84 (3º andar), Centro

(12) 3942-1144

Fonte: Site oficial de SJC

Continue Lendo

CULTURA

TEATRO: “A Estrada de Wolokalamsk” chega a Lorena nesta sexta

Publicado

em

Divulgação

Nesta sexta-feira, 19 de outubro, o Teatro São Joaquim recebe a peça de teatro “A Estrada de Wolokalamsk”, em uma parceria com o Circuito Cultural Paulista. O espetáculo gratuito será apresentado às 19h, com classificação indicativa de 14 anos.

Escrito em 1987 pelo dramaturgo alemão Heiner Müller, o espetáculo transcorre durante a República Democrática Alemã (RDA) e é dividido em cinco quadros, cada um referente a um período dessa história, desde seu surgimento, no fim da 2ª Guerra Mundial, até seu desaparecimento com a reunificação da Alemanha.

Com tradução de Fernando Peixoto e direção de Esther Góes e Ariel Borghi, a história é ambientada em uma unidade militar russa solitária, os dois primeiros quadros, “Abertura Russa” e “Floresta Perto de Moscou”, mostram soldados que se preparam para enfrentar tropas nazistas, muito melhor equipadas do que eles. O terceiro quadro, “O Duelo”, enfoca os acontecimentos de 17 de junho de 1953, quando os alemães da RDA, já em regime socialista, tentam se revoltar contra o totalitarismo soviético. Já o quarto quadro, “Centauros”, acompanha a decadência real e simbólica do regime, asfixiado pela burocracia. E o último, “O Enjeitado”, trata da ruptura entre as gerações nas camadas dirigentes da RDA, fato que foi o estopim para a implosão do sistema.

A Secretaria de Cultura e Turismo ressalta a importância da população chegar ao local com antecedência, tendo em vista que o encerramento da entrada dependerá do preenchimento dos assentos do teatro, respeitando o espaço do local.

Endereço: Rua Dom Bosco, no UNISAL, centro.

(Fonte: Site oficial de Lorena)

Continue Lendo

CULTURA

DANÇA: Fundação Cassiano Ricardo realiza Mostra de Dança não competitiva em SJC

Publicado

em

Grupo participante da última edição da mostra, que reúne bailarinos, escolas e academias da região sul - Foto: Divulgação/FCCR - Foto: PMSJC

(Por Avelino Israel – Fundação Cultural Cassiano Ricardo) A Fundação Cultural Cassiano Ricardo anunciou estarem abertas, a partir de hoje, segunda-feira (8), as inscrições para a IV Mostra Dança Sul Dança, que será realizada na Casa de Cultura Flávio Craveiro nos dias 19 e 20 de outubro, às 20h. As inscrições devem ser feitas na própria casa de cultura em dois períodos: de 8 a 11 e nos dias 15 e 16, das 9h às 12h e das 13h às 21h. Confira o regulamento completo aqui.

A mostra é voltada a bailarinos, grupos, academias e entidades públicas ou privadas, moradores ou estabelecidas, comprovadamente, na região sul da cidade (salvo convidados pela coordenação da casa). As apresentações ocorrerão por ordem de chegada ao local, nas modalidades de balé, dança contemporânea, jazz, danças urbanas e livre.

Cada candidato (solo ou grupo) pode se inscrever em até duas modalidades com uma coreografia de até 4 minutos. A idade mínima para participar do encontro é de 6 anos.

A mostra não tem caráter competitivo e o objetivo é valorizar a produção da arte de dançar e possibilitar a troca de experiências entre bailarinos, orientadores, academias e coreógrafos (profissionais e amadores).

O encontro acontece desde 2015 na Casa de Cultura Flávio Craveiro e na última edição contou com a participação de 36 coreografias de bailarinos solos, grupos independentes de dança, aprendizes e orientadores das oficinas da Fundação Cultural, todos da região sul.

Casa de Cultura Flávio Craveiro

Av. Lênin, 200 – Dom Pedro I

3966-1136
 

 

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro