Conecte-se agora
acesse NATALCUNHA

CULTURA

CULTURA E TURISMO: Quando setembro chegar o Festival Caipira vai começar

Publicado

em

A Comissão Organizadora do 6º Festival de Música Caipira Inédita de Cunha divulga informações preliminares a respeito desse importante evento de Cultura e Turismo que movimenta aquela Estância Climática no mês de novembro. Inicialmente, com a expressa recomendação de todos os interessados terem a necessária paciência para aguardar a publicação do Edital com as normas referentes ao evento, os organizadores apresentam detalhes e novidades para a próxima edição do certame de música caipira inédita. O início do Festival, propriamente dito, acontece com a abertura das inscrições, em 1º de setembro de 2018

O texto publicado no site oficial Violeiros de Cunha, da Associação Viola Caipira, é o seguinte:

“INFORMAÇÕES PRELIMINARES DO 6º FESTIVAL DE MÚSICA CAIPIRA INÉDITA DE CUNHA

(aguardem a divulgação do edital)

Vivemos uma fase de crescimento na área da música caipira (de raiz). Em parte devido ao instrumento viola, que muito tem atraído e encantado o público mais jovem, o que vem ao encontro das nossas necessidades de preservação dessa história, não somente em Cunha, mas, também, em várias regiões do nosso país.

Cunha ainda consegue manter suas tradições, sejam históricas ou religiosas. E é isso que estamos buscando com a realização do nosso 6º Festival de música caipira inédita de Cunha, a tradição musical, das modas de violas, das canções onde o caboclo fala da vida, do trabalho no campo, dos seus amores e de suas famílias.

Realização: Associação Viola Caipira e Prefeitura Municipal da Estância Climática de Cunha;

Correalização: Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo;

Produção: Associação Paulista dos Amigos da Arte;

Apoio: Cunhatur – Empreendedores de Turismo, Radio Serrana, Canal39,  Escola Carlito Maia, Amprasp, Tropeira violas e violões, Fernanda design.

Data: 15, 16 e 17 de novembro de 2018, na Praça da Matriz – Centro – Cunha

O Festival  contará com profissionais renomados, inclusive jurados de conhecido gabarito.

Nosso  objetivo é resgatar as raízes musicais, divulgar e incentivar a criação e a produção da música caipira, divulgar intérpretes desse gênero musical, revelar novos talentos da cultura caipira e promover o intercâmbio artístico cultural entre os artistas de todas as cidades e estados brasileiros, além de propiciar lazer cultural gratuito para a população de Cunha, para outras cidades da região e aos turistas que nos visitam. Desta forma, estaremos incentivando os músicos e favorecendo a preservação e o desenvolvimento desta cultura popular.

Novidades do festival

– Este ano o nosso festival acontecerá em parceria com o Festival da Truta que será realizado pela Cunhatur. Dessa forma, teremos também na Praça da Matriz barracas de alimentação elaboradas com truta entre outros.

– As inscrições acontecerão com candidatos a nível nacional e com idade mínima de 12 anos.

– Obrigatório o uso da viola

– O candidato somente poderá adentrar uma vez ao palco

– Os candidatos inscritos que forem selecionados para participar da mostra competitiva nos dias 15 e 16 de novembro de 2018, deverão preencher a ficha com as informações necessárias para o registro ISRC da música concorrente, bem como preencher e assinar a declaração anexa a mesma, necessária para o registro das gravações

– Cronograma do festival

Inscrição: 01 de setembro a 01 de outubro de 2018

Período da Triagem: 02 a 12 de outubro de 2018

Resultado da triagem: 20 de outubro de 2018

Período para recurso: 22 a 26 de outubro de 2018

Sorteio ordem entrada no palco: 01 de novembro as 20:00 h

Abertura do Festival: 15 de novembro de 2018

Apresentação e pontuação dos inscritos: 15 e 16 de novembro de 2018

Apresentação e pontuação dos finalistas e premiação dos vencedores: 17 de novembro de 2018

– O sorteio da ordem de entrada no palco será feito via internet (facebook) no dia 01 de novembro de 2018 a partir das 20h00. Desta forma, teremos 10 (dez) inscritos selecionados que se apresentarão na quinta-feira dia 15 de novembro de 2018 e os demais 10 (dez) inscritos selecionados que se apresentarão na sexta-feira dia 16 de novembro de 2018.

– No dia 15 serão selecionados os 5 melhores colocados em pontuação e, no dia 16 serão selecionados os 5 melhores colocados em pontuação, ficando então 10 selecionados para se apresentarem em 17/novembro quando serão escolhidos os 3 primeiros colocados e os prêmios de melhor música/letra de Cunha; de melhor intérprete e de aclamação popular.

– Não será inscrita a música que tenha sido premiada nos festivais anteriores de Música Caipira Inédita de Cunha, realizados em 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017, respectivamente.

– Entende-se por música inédita a música que não foi objeto de contrato com nenhuma gravadora, rádio, editora, promotora, ou qualquer outro meio de divulgação, devendo ser inédita tanto na parte literária quanto na parte musical.

– Entende-se por música caipira (ou música sertaneja raiz) é aquela cujo tema da letra narra tudo aquilo que é próprio do sertão, do universo rural, da vida do homem do campo, da lida com o gado e a roça, do folclore, da crença, da fé, do contato com a natureza, da melancolia e a solidão do caboclo cantadas em estilos simples tais como a toada, moda campeira, guarânia, cururu, querumana, cateretê, balada country, rasta-pé, chamamé, recortado, cipó-preto, pagode caipira, polca, batuque, corta-jaca e moda de viola. As músicas que não se caracterizarem como sertanejas de raiz serão desclassificadas.

– A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo realizará oficinas de música caipira nos dias 15, 16 e 17 de novembro visando propiciar um encontro educacional e cultural, troca de novas técnicas e experiências entre os participantes além de constituir uma forma de estimulo para a valorização do instrumento “viola caipira”, da cultura, da história e da música caipira.;

a) As oficinas pretendem levar os participantes que já ingressaram no mundo da viola e/ou do violão a terem a compreensão do uso e do entendimento de equipamentos e dispositivos de amplificação sonora utilizados em palco, buscando aprimorar suas performances;

b) Pretende-se também, orientá-los desde a escolha das músicas, dos arranjos, dos objetos de percussão, da afinação dos instrumentos, nesse caso, a viola e o violão, até a sua apresentação em palco. Abordaremos aspectos instrumentais e vocais, postura do violeiro no palco. Que este trabalho possa estimular a valorização da viola caipira assim como as músicas caipiras de raiz.

As inscrições para as oficinas podem ser solicitadas no ato da inscrição no festival, no período de 01/setembro a 01/outubro/2018, através do e-mail: violeirosdecunha@hotmail.com ou pelo telefone (012) 3111-2618, ou pelo correio no endereço Rua José Arantes Filho, nº 87 – bairro Vila Rica – Cunha – SP – CEP 12530-000.

Como acontecerá o festival:

A abertura do festival e o início das apresentações dos 20 inscritos selecionados serão no dia 15 de novembro de 2018, seguindo a programação:
– 16:00 h – apresentação da roda de violas e violões;

– 19:00 h – apresentação dos 10 (dez) inscritos selecionados para este dia que terão sua entrada no palco ditada pela ordem sorteada;

– após a apresentação dos inscritos selecionados teremos show musical.

No dia 16 de novembro de 2018 teremos a seguinte programação:
– 16:00 h – apresentação da roda de violas e violões;

– 19:00 h – apresentação dos 10 (dez) inscritos selecionados para este dia que terão sua entrada no palco ditada pela ordem sorteada;

– após a apresentação dos inscritos selecionados teremos show musical.

No dia 17 de novembro de 2018 teremos a seguinte programação:
– 16:00 h – apresentação de coral

– 17:00 h – apresentação da roda de violas e violões;

– 19:00 h – sorteio da ordem de apresentação dos 10 finalistas, 5 (cinco) inscritos vencedores no dia 15 de novembro de 2018 e dos 5 (cinco) inscritos vencedores no dia 16 de novembro de 2018 e, a seguir início das apresentações;

Ao término das apresentações serão computadas as notas dos jurados enquanto teremos o show de finalização do festival;

Após o show, será divulgado o resultado do festival e feita a premiação dos 3 (três) primeiros colocados e os prêmios de melhor música/letra de Cunha; de melhor intérprete e de aclamação popular.
O encerramento do festival será no dia 17 de novembro de 2018 após a premiação.

Serão conferidos os seguintes prêmios:

Primeiro lugar = R$ 4.000,00

Segundo lugar = R$ 2.500,00

Terceiro lugar = R$ 1.500,00

Serão conferidos prêmios a:

– melhor música/letra de Cunha – R$ 500,00

– melhor intérprete do festival – R$ 500,00

– aclamação popular – R$ 500,00

Cunha, 05 de agosto  de 2018”.

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br e da web radio www.radiocanal39.online

CULTURA

SUGESTÃO39: Fim de Ano Especial em Cunha é imperdível

Publicado

em

Descobrir não estarmos ficando velhos é a receita mais fácil de ser utilizada para, realmente, não nos sentirmos arcados pelo peso da idade

Aliás, minha amiga Ana Luna, vocalista do grupo Menospausa, de SP, sempre dizia ser importante “botarmos vida em nossa idade e não idade em nossa vida”…

Vai daí, vale a pena preparar um tempo de mais conforto para as alegrias plenas de saída de ano e chegada de ano.

Não tem essa de dizer que perdeu o encantamento celebrar um tempo novo e o final do tempo velho. Um só existirá se o outro deixar de existir e isso é inevitável! Cada porção de 12 meses, a contar de 01 janeiro, se transforma em história vista, vivida, contada e cantada após o 31 de dezembro da mesma porção.

Então, por isso e por tudo, não há desculpa nenhuma de você não juntar família e amigos, ou mesmo aparentemente só, pegar uma condução e subir até Cunha, a aprazível Estância Climática que tem o dom de ser criativa o tempo todo. Eita povo “bão” de criar eventos! A cidade é festa, de janeiro a dezembro.

Prova disso é o Fim de Ano Especial, idealizado para acontecer no palco de quase todos muitos eventos da simpática Cunha: a Praça da Matriz.

A Secretaria de Cultura e Turismo anuncia para as duas últimas semanas do ano, esse “Fim de Ano Especial”, embalado por música boa, de diversos estilos. Vejam:

DIA 22 DE DEZEMBRO – Valorizando as tradições e contemplando a todos quantos, de uma forma ou de outra dão sua contribuição para a música de banda existir na cidade, a União Cunhense abre a programação em grande estilo. A União é a “jóia” da cidade e tem um repertório de muito bom gosto. Metais na praça, logo de cara!

DIA 23 – A música instrumental clássica tem seu momento solene com o Quarteto Prestíssimo, formado por profissionais de altíssima competência e acurada sensibilidade musical, com passagem por formações orquestrais como o Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida, o que já é uma esplêndida referência. O público poderá apreciar peças executadas com talento e bom gosto.

DIA 28 – Experimentem juntar, no mesmo palco, 3 talentosos rapazes, cada um em sua praia de roqueiro, tocando o melhor do pop rock! Cunha vai curtir os carinhas de Lorena que juntaram baixo, batera, guitarra (e voz) para aspergirem, nos ares serranos, a musicalidade da Água de Mina, banda que faz a trilha sonora do terceiro dia de shows de final de ano.

DIA 29 – Logicamente, a nossa MPB não ficaria de fora! Ela chega com um pessoal bem animado e preparado, conhecedor dos caminhos e canções exatos para fazer Cunha cantar as mais apreciadas páginas do cancioneiro nacional. Peleco e Banda pegam estrada e aportam na Praça da Matriz no dia 29, fazendo um “pré-esquenta” para a virada de tempo em busca de tempos novos.

DIA 30 – Se por um lado a MPB foi contemplada pela organização, nada mais justo e indispensável, também, a presença de muito Samba e Pagode. Logicamente, quando os artistas são daqueles que trazem o ritmo no sangue, o público “leva” no gogó o que o cardápio do grupo apresenta. Isso vai ser comprovado com a presença do Batuke Geral, um dos bons grupos que movimentam a cena do Samba e Pagode pela Região. Com grande sucesso, necessário se faz destacar! Aí, quando 2018 já começa a juntar os panos, fazer as malas e começar as despedidas, precisa ter música boa para o “bota fora”. André Moraes soma, com o Batuke Geral, o elenco do dia 30, em Cunha. O Fim de Ano Especial vai ter, com toda certeza, o espaço nobre para a música Sertaneja. André Moraes dá conta do recado e mostra, pra todo mundo, porque é uma das gratas presenças no cenário musical escolhido.

DIA 31 – Clima de baile na Praça da Matriz! Isso mesmo, Réveillon popular, de boa qualidade, com uma consagrada banda, bastante requisitada para grandes eventos nos quais a música se faz indispensável. O Réveillon em Cunha vai ser de graça, no chamado “zero oitocentos”, “na faixa”, com a Vitrine Mais Banda Show.

O ano velho pode até não gostar muito de ir embora, mas vai ao som de boa música, a mesma que vai anunciar 2019 como o melhor ano ainda não vivido por todos os brasileiros.

De quebra

Para quem pensa que só música não enche barriga, ou para quem gosta de apreciar o que é bom, saboreando o que é bom, vai funcionar, no local do evento, uma bem montada Praça de Alimentação com a tradicional culinária cunhense. Aposto que não vai faltar por lá a porção de pinhão com linguiça calabresa e rodelas de cebola. Só para fazer água na boca.

Fim de Ano Especial? Cunha tem e garante espaço para quem quiser aproveitar.

Visite o site da Cunhatur e conheça as opções de hospedagem, alimentação e passeios. Sim, pois durante o dia Cunha continua a ser festa de quem gosta de praticar o bom exercício de comprovar seu bom gosto, apreciando natureza e o melhor do artesanato regional e, depois dos shows, descansar o descanso merecido!

Dicas: Visite o Mercado de Cunha (tem uma lojinha de muitas cachaças!); a Igreja Matriz (em fase de restauração); a Casa do Artesão (com muita coisa para presentear). No sábado, tem Roda de Viola na Praça ao lado da Igreja do Rosário.

Fim de Ano Especial. Cunha, de braços abertos para todos!

FOTOS: Divulgação.

TEXTO: Marcos Ivan, MTb36001 – Canal39.

Continue Lendo

CULTURA

CARNAVAL: Guará sai na frente e anuncia Festival de Marchinhas

Publicado

em

Com os bons resultados obtidos em 2018, quando realizou a primeira edição do Festival de Marchinhas Carnavalescas, a Secretaria de Cultura de da Estância Turística de Guaratinguetá não perde tempo e anuncia, já, a realização do evento de 2019.

Daí, nada melhor do que os compositores carnavalescos da Região (e olha que temos uma verdadeira usina da talentos!) já irem se ajeitando, dando uma olhada nos rascunhos, afinando vozes e instrumentos para começarem o ensaio de gravar as mídias para inscrição no Festival de Guará.

As inscrições ficam abertas de 10 de dezembro de 2018 a 10 de janeiro de 2019, na Secretaria de Cultura, instalada Praça Conselheiro Rodrigues Alves, 48, Centro, ou também podem entrar em contato pelo telefone (12) 3122-4058.

Para saber sobre o regulamento, acesse o site da Secretaria de Cultura de Guaratinguetá

Continue Lendo

CULTURA

CULTURA: Bem te Canto encanta público na Praça da Matriz em Cunha

Publicado

em

(Foto: Marcos Ivan, Canal39)

A programação do 6º Festival Canta Violeiro de Música Caipira Inédita de Cunha, levado a efeito nos dias 15, 16 e 17 de novembro de 2018, contemplou uma bela apresentação do Coral Bem te Canto, formado por cantores de Guaratinguetá e Cunha, no palco instalado na Praça da Matriz.

Regido pela professora Ana Beatriz Klinkerfuss e com a participação especial do músico e professor de canto e teoria musical Celso Silva, o Bem te Canto mostrou um pouco de seu repertório.

No vídeo, alguns momentos dessa apresentação.

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro