Conecte-se agora
acesse relogio

CULTURA

CULTURA: Bachiana Filarmônica do SESI reúne mais de 7 mil em Caraguá

Publicado

em

(Fotos: Luis Gava / PMC)

Mais de sete mil pessoas assistem a apresentação da Bachiana Filarmônica, sob a regência de João Carlos Martins
Caraguatatuba provou que seu gosto por música é diversificado, lotando a Praça da Cultura para assistir a apresentação da Bachiana Filarmônica Sesi-SP, sob a regência do mundialmente conhecido maestro João Carlos Martins.
Foi aproximadamente uma hora de apresentação de músicas de compositores eruditos como Sebastian Bach, Amadeus Mozart e Piotr Ilitch Tchaikovsky, além de canções populares como Yesterday, do grupo The Beatles e Love of my life, do Queen.
Encantado com o carisma do maestro, o público aplaudiu de pé ao final de cada música executada. João Carlos Martins, bem humorado, agradeceu a presença de todos: “Temos que ter orgulho da diversificação do gosto musical dos brasileiros pois hoje, mesmo sendo o encerramento de uma novela de TV, temos aqui um enorme público que deixou suas casas para ouvir música clássica”.
Na plateia, o público de faixa etária variada aproveitou a noite. Vera Regina Carvalho, moradora do Travessão, chegou cedo pois sabia que a Prefeitura colocaria cadeiras para o conforto do público. “Quis pegar um bom lugar para assistir o espetáculo. Adoro o maestro João Carlos Martins”.
Morador da Martim de Sá, Tuy Victória da Silva, com 83 anos, não economizou esforços para acompanhar a apresentação da Bachiana. “Meu genro me trouxe. Ouvir música clássica me faz relembrar a juventude. É um espetáculo imperdível”.
Mesmo os mais jovens, que nunca assistiram uma orquestra sinfônica, também ficaram maravilhados. Valéria Silvano, de 15 anos, veio acompanhada de sua mãe e de uma tia. “Gostei muito. Fiquei surpresa com a apresentação. Acompanhei minha mãe para agradá-la, mas, no fim, eu gostei tanto quanto ela”.
A Bachiana Filarmônica
Formada por jovens e experientes instrumentistas de diversas idades, sob direção do maestro João Carlos Martins, a Bachiana contribui para a formação de talentos e dissemina a cultura da música erudita por todo o Estado. Em 2009 foi adotada pelo Sesi/SP (Serviço Social da Indústria de São Paulo), formando hoje a maior orquestra da iniciativa privada do Brasil, sem nunca abandonar seus ideais.

Maestro João Carlos Martins
Considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach (1685-1750), o maestro João Carlos Martins (1940) atingiu um patamar raramente alcançado por outros músicos brasileiros no século XX. Um dos pontos altos de sua carreira foi a gravação da obra completa para teclado desse gênio da música. Logo após, devido a problemas físicos, teve que abandonar a carreira de pianista, canalizando sua paixão para a regência.
Fundação Bachiana
Sonho de um grupo de músicos e empresários brasileiros, entre eles o maestro e pianista João Carlos Martins, a Fundação Bachiana, entidade sem fins lucrativos e/ou econômicos, foi constituída em 2006, tendo como finalidade apoiar, incentivar, assistir e promover o desenvolvimento de atividades de excelência e referência na formação musical e cultural, especialmente nas artes clássicas e educação musical.
Sua missão é promover, através da música, a democratização cultural, educação musical, inclusão cultural e social, conscientização ambiental, direcionados a todos os segmentos da sociedade. A fundação tem como visão tornar-se um referencial no desenvolvimento de suas atividades, através da música clássica de alta qualidade técnica e artística.
A Fundação Bachiana realiza eventos, cursos, ações educacionais e culturais para adultos, jovens e crianças, abrangendo todas as classes sociais, divulgando, valorizando e democratizando a música clássica.

(Márcia de Paula, jornalismo / Fotos: Luis Gava, PMC)

Jornalista, Publicitário, Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Taubaté. Radialista com passagens pelas emissoras Globo e Capital 1040-AM de São Paulo, TV Setorial (Pindamonhangaba), Rede Difusora de Rádio, Rede Bandeirantes de Rádio. Escritor, autor de "Mergulho, uma proposta de ajuda" (Editora Ave Maria-SP) Produtor artístico, coordenador de eventos. Diretor proprietário da empresa Marcos Ivan de Carvalho ME Diretor do site www.canal39.com.br e da web radio www.radiocanal39.online

CULTURA

CULTURA: Semana Cassiano Ricardo tem abertura com o Coro Jovem de SJC e “Misa Criolla”

Publicado

em

Coro Jovem fará o espetáculo de abertura da 52ª Semana Cassiano Ricardo, que acontecerá no Teatro Municipal - Foto: FCCR/Divulgação - Foto: PMSJC

(Por Avelino Israel / Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

Com participação especial do grupo musical Palimpsesto e homenagem à cantora e folclorista chilena Violeta Parra (ano passado foi comemorado 100 anos do seu nascimento), o Coro Jovem de São José dos Campos abre, neste sábado (20), às 20h, no Teatro Municipal, a 52ª Semana Cassiano Ricardo, que terá uma extensa programação até o dia 27.

A apresentação faz parte da Série Opus, da atual temporada, e terá regência do maestro Sérgio Wernec. Os ingressos serão disponibilizados a partir de quinta-feira (18), 50% pelo site da Fundação Cultural e 50% no teatro, uma hora antes do concerto.

O espetáculo contará com a participação do pianista Guilherme de Almeida e terá canções brasileiras, indígenas, afro-brasileiras e latino-americanas, com destaque para Misa Criolla, de Ariel Ramírez. “Queremos traçar uma relação entre as músicas dos diferentes povos com a música brasileira”, explicou Sérgio Wernec.

Palimpsesto e Violeta

Formado em meados de 1988, o grupo de música neolatina de São Paulo, Palimpsesto, busca um caminho artístico alternativo, mesclando estruturas musicais clássicas de diversos períodos, com ritmos e instrumentos latinos, divulgando compositores latino-americanos e também composições próprias.

Violeta del Carmen Parra Sandoval foi compositora, cantora, artista plástica e ceramista chilena, considerada a mais importante folclorista e divulgadora da música popular chilena.

Teatro Municipal de São José dos Campos

Av. Rubião Júnior, 84 (3º andar), Centro

(12) 3942-1144

Fonte: Site oficial de SJC

Continue Lendo

CULTURA

TEATRO: “A Estrada de Wolokalamsk” chega a Lorena nesta sexta

Publicado

em

Divulgação

Nesta sexta-feira, 19 de outubro, o Teatro São Joaquim recebe a peça de teatro “A Estrada de Wolokalamsk”, em uma parceria com o Circuito Cultural Paulista. O espetáculo gratuito será apresentado às 19h, com classificação indicativa de 14 anos.

Escrito em 1987 pelo dramaturgo alemão Heiner Müller, o espetáculo transcorre durante a República Democrática Alemã (RDA) e é dividido em cinco quadros, cada um referente a um período dessa história, desde seu surgimento, no fim da 2ª Guerra Mundial, até seu desaparecimento com a reunificação da Alemanha.

Com tradução de Fernando Peixoto e direção de Esther Góes e Ariel Borghi, a história é ambientada em uma unidade militar russa solitária, os dois primeiros quadros, “Abertura Russa” e “Floresta Perto de Moscou”, mostram soldados que se preparam para enfrentar tropas nazistas, muito melhor equipadas do que eles. O terceiro quadro, “O Duelo”, enfoca os acontecimentos de 17 de junho de 1953, quando os alemães da RDA, já em regime socialista, tentam se revoltar contra o totalitarismo soviético. Já o quarto quadro, “Centauros”, acompanha a decadência real e simbólica do regime, asfixiado pela burocracia. E o último, “O Enjeitado”, trata da ruptura entre as gerações nas camadas dirigentes da RDA, fato que foi o estopim para a implosão do sistema.

A Secretaria de Cultura e Turismo ressalta a importância da população chegar ao local com antecedência, tendo em vista que o encerramento da entrada dependerá do preenchimento dos assentos do teatro, respeitando o espaço do local.

Endereço: Rua Dom Bosco, no UNISAL, centro.

(Fonte: Site oficial de Lorena)

Continue Lendo

CULTURA

DANÇA: Fundação Cassiano Ricardo realiza Mostra de Dança não competitiva em SJC

Publicado

em

Grupo participante da última edição da mostra, que reúne bailarinos, escolas e academias da região sul - Foto: Divulgação/FCCR - Foto: PMSJC

(Por Avelino Israel – Fundação Cultural Cassiano Ricardo) A Fundação Cultural Cassiano Ricardo anunciou estarem abertas, a partir de hoje, segunda-feira (8), as inscrições para a IV Mostra Dança Sul Dança, que será realizada na Casa de Cultura Flávio Craveiro nos dias 19 e 20 de outubro, às 20h. As inscrições devem ser feitas na própria casa de cultura em dois períodos: de 8 a 11 e nos dias 15 e 16, das 9h às 12h e das 13h às 21h. Confira o regulamento completo aqui.

A mostra é voltada a bailarinos, grupos, academias e entidades públicas ou privadas, moradores ou estabelecidas, comprovadamente, na região sul da cidade (salvo convidados pela coordenação da casa). As apresentações ocorrerão por ordem de chegada ao local, nas modalidades de balé, dança contemporânea, jazz, danças urbanas e livre.

Cada candidato (solo ou grupo) pode se inscrever em até duas modalidades com uma coreografia de até 4 minutos. A idade mínima para participar do encontro é de 6 anos.

A mostra não tem caráter competitivo e o objetivo é valorizar a produção da arte de dançar e possibilitar a troca de experiências entre bailarinos, orientadores, academias e coreógrafos (profissionais e amadores).

O encontro acontece desde 2015 na Casa de Cultura Flávio Craveiro e na última edição contou com a participação de 36 coreografias de bailarinos solos, grupos independentes de dança, aprendizes e orientadores das oficinas da Fundação Cultural, todos da região sul.

Casa de Cultura Flávio Craveiro

Av. Lênin, 200 – Dom Pedro I

3966-1136
 

 

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro