PINDA: PS TEM NOVA GESTÃO E IMPRENSA CONVIDADA NÃO VÊ O ATO OFICIAL

PINDA: PS TEM NOVA GESTÃO E IMPRENSA CONVIDADA NÃO VÊ O ATO OFICIAL

Frente do PS de Pinda, com serviços de reparos em andamento

A convite da gerência de Marketing da ABBC - Associação Brasileira de Beneficiência Comunitária, a reportagem do Canal39 compareceu para o ato definido, via telefone por ocasião do convite, como uma “cerimônia simples” para marcar o início da nova fase do Pronto Socorro Municipal.

Conforme amplamente divulgado, a ABBC foi a escolhida, dentre seis Organizações Sociais, para administrar o PS de Pinda durante 180 dias, a contar de 06 de maio de 2017.
Além do Canal39, profissionais dos portais eletrônicos Agoravale e Portal R3 atenderam ao convite.
Marcado o evento para as 10h da manhã de sábado, 06, os veículos citados estavam presentes à porta do PS, local onde havia intensa movimentação de pedreiros, pintores e outros profissionais da construção civil, contratados pela ABBC, realizando serviços de reparos na “cara” do PS. Uma espécie de reprogramação visual.
Houve demora considerável por parte dos organizadores do referido evento, sendo que a gerente de Marketing Josi Salgueiro, pelo menos por duas vezes, teve contato com a imprensa.
Para surpresa geral dos profissionais de comunicação, o repórter fotográfico do Agoravale, retornando de uma circulada pelo interior do Pronto Socorro chegou com a informação de que o evento anunciado para cobertura da imprensa já havia acontecido internamente. Até mesmo referindo já ter se retirado o sacerdote convidado para ministrar a bênção às instalações, pacientes e profissionais em serviço.
Procuramos, pelo Canal39, buscar mais detalhes e, efetivamente, obtivemos a mesma informação por parte do diretor de Comunicação da Prefeitura de Pinda, Lucas Cembranelli, o qual disse estar surpreso pelo acontecido e naõ ter sido, também, informado a tempo.
Questionamos esse procedimento deselegante, haja vista o empenho dos profissionais convidados para cobertura jornalística em alterar sua agenda de sábado para priorizar o evento no Pronto Socorro.
Neste momento nos surge à frente a gerente de Marketing, anunciando que já estava providenciando um novo evento e que o acontecido se deu por conta de o sacerdote, respeitado e conhecido na cidade como Frei Laércio, não gostar de “aparecer”. Pasmem, um homem da igreja, dedicado em se relacionar com as pessoas mais humildes, merecer essa qualificação de “não gostar de aparecer”.
Já novamente do lado de fora do PS, com os demais colegas de profissão, tomamos a iniciativa de questionar o modo como a imprensa foi tratada.
Neste momento, Josi disse que não havia acontecido “nada de mais lá dentro”, apenas o frei havia jogado água benta nas salas da unidade...
Na verdade foi muito “tudo de mais” esse gesto do religioso, em se considerando sua missão de promover, com sua autoridade, a recomposição dos bons fluidos trazidos por uma bênção num local onde se luta pela vida, buscando vencer a dor, o sofrimento.

PINDA: PS TEM NOVA GESTÃO E IMPRENSA CONVIDADA NÃO VÊ O ATO OFICIAL
De cima para baixo, da esquerda para a direita: o gestor Frei Bento; prefeito Isael Domingues; presidente do COMUS, Irene Ribeiro; Diretora de Saúde, Mariana Freire.

Frei Bento, apresentado posteriormente como gestor da ABBC no PS de Pinda, disse ter sido procurado por uma equipe de cinegrafistas e pensou “serem a imprensa de Pinda”, identificados pela responsável do marketing como pessoas da sua equipe.
Com o apoio dos outros colegas de profissão, deixamos clara nossa indignação pela falta de respeito e tratamento às margens do pouco caso para com todos nós.
Num segundo momento, com a presença do prefeito Isael Domingues e Frei Bento, além do sub prefeito de Moreira César, buscou-se atender a imprensa, momento no qual o gestor do PS teceu comentários sobre a possibilidade de todos errarem mas, no PS, a busca será pelo acerto. Convidou a todos para uma oração e passou a palavra ao prefeito.
Domingues, em sua fala, destacou a necessidade de contar com a imprensa, referiu estar, o PS, passando não por um “empreendimento estrutural”, mas sim, “um empreendimento vivo que é o ser humano”. Insistiu em precisar do trabalho da imprensa como colaboradora na ação de “plantar uma esperança no coração das pessoas” para todos acreditarem na possibilidade de dias melhores.
Citou o apóstolo Paulo sobre deixar o passado e promover melhores condições para o futuro, disse não ser preciso comentar sobre a situação difícil pela qual passa o Brasil e ensejou ser importante quebrar o óbvio e reeinventar uma nova administração, com algo novo, bom e eficiente.
Alertando não ser possível antecipar o conhecimento sobre se o novo será ou não bom e eficiente disse que “ninguém tem bola de cristal e quem tiver a primeira pedra, atire”.
O prefeito continuou: “Nós só saberemos se provarmos; não tem outra forma, é provando. O que ‘tá, ‘tá bom? Não sei. Mas, e o que virá? Pode estar bom ou não! O futuro nos reservará isso”.
Voltou a citar Paulo, desta feita com o texto da Carta aos Romanos na qual há orientação para se proceder o respeito às autoridades, mesmo porque não existe outra autoridade que não a oriunda de Deus, (Romanos 13: 1 a 7), numa sutil sugestão para justificar sua presença no principal cargo do município. “Não existe governo nenhum na terra. [...] Todos são colocados por Deus”, disse o prefeito, destacando que se todos acreditarem, Deus irá operar.
Replicou as falas de pessoas as quais o abordam para alertar sobre muita gente criticar seu governo, dizendo não ter importância, pois sempre irá fazer o que sua consciência pede para fazer e, se errar, terá a obrigação de corrigir.
Com respeito à Santa Casa, Domingues informou existir a mais plena harmonia com as tratativas das duas extremidades: PS (sob nova gestão) e Santa Casa de Misericórdia. A negociação contratual para a venda e compra de serviços é a mais harmoniosa, segundo o chefe do Executivo.
Atribuindo parte das dificuldades a uma suposta herança da gestão anterior, o prefeito disse que está governando não da maneira como gostaria, mas, sim, dentro de um formato estabelecido pelo administrador anterior, já que os orçamentos e o planejamento foram elaborados em 2016. “Não estou governando 100% Isael. Estou governando ci... é... (titubeou) um percentual “xis” Isael e um percentual que foi me enlatado da administração passada”, alfinetou.
Com essa fala, deixou claro não haver muito o que fazer em 2017 e que sua gestão plena ocorrerá a partir de 2018.
Interpelado pela presidente do COMUS - Conselho Municipal de Saúde, senhora Irene Ribeiro, o prefeito convidou para falar a representante da Secretaria de Saúde, Mariana Prado Freire.
Frei Bento, cujo nome de batismo é Eurico Aguiar e Silva, destacou as ações já iniciadas para atendimento mais pleno, com equipe médica e administrativa adequada e orientada, suprimento de medicamentos e cuidados gerais.
O Canal39 apartou as falas, pedindo a Frei Bento para se identificar oficialmente para com a imprensa e, ao prefeito, a explicação da ausência da secretária de Saúde,Valéria Santos.
Um tanto exaltado, pelo questionamento, Domingues destacou ser, a representante da pasta, pessoa qualificada e habilitada, justificando a ausência da titular por a mesma desenvolver “trabalho voluntário” o qual deveria ser respeitado. A presidente do Comus já, ao justificar a ausência de Valéria Santos, referiu estar a mesma com problemas de saúde na família, contrariando a informação inicial do prefeito...
A apresentação solicitada a Frei Bento foi incorporada pelo prefeito, o qual discorreu um sem número de títulos e feitos do gestor da ABBC, destacando sua atuação na Santa Casa de Aparecida, onde Domingues trabalhou como profissional da saúde.
Encerrada a fala da representante da Saúde e uma breve fala de Irene Ribeiro, o prefeito e seus acompanhantes se retiraram do local.
Aparentemente o que aconteceu foi, ao nosso ver, uma espécie de “simulado” para agradar ao pessoal da imprensa presente, simplesmente pelo que se pode observar da insistência dos envolvidos nas falas em citarem a importância do trabalho jornalístico naquele momento, o que aconteceu após nosso protesto pela forma como iniciamente fomos tratados.

Repúdio:
Durante sua fala, a representante do COMUS destacou: “Estamos querendo buscar a mídia e esquecendo de quem ‘tá vindo buscar o Pronto Socorro. É pra buscar a saúde e não pra fazer mídia em cima da desgraça da pessoa. Me desculpem, isso é triste. Eu represento a população, mas é muito triste ver que muitos de nós estão fazendo isso. Eu ‘tô dizendo muitos de nós pra não apontar e vou me colocar nesse meio. Não é a mídia que traz a saúde e traz a vida. Então vamos respeitar a vida daqueles que ‘tão precisando. Acolher com carinho, e respeitar o trabalho de quem ‘tá ali”.
A presidente generalizou o tratamento dado à mídia, o que repudiamos e fazemos questão de referir nossa política redacional.
Não temos a necessidade de publicar notícias policiais ou relativas a supostos problemas envolvendo omissão de socorro, erros médicos e coisas do gênero. O mesmo foi afirmado pelos colegas profissionais presentes, os quais publicam a notícia sem a necessidade de repercutir o sofrimento das pessoas.
Por isso, repudiamos a postura da senhora Irene Ribeiro e a questionamos. A mesma, em off e “an passant” disse que iria se retratar, o que não aconteceu.

Para finalizar:
Parece não ter havido o menor entendimento entre o setor especializado em Comunicação da Prefeitura de Pinda com o pessoal do Marketing da ABBC. Bateram cabeça a ponto de virem a se conhecer somente no momento do anunciado e velado evento.
Notável, também, foi a ausência de outros setores da imprensa, inclusive a Tribuna do Norte que é mantida pela Fundação “Dr. João Romeiro” e agraciada com bela verba oficial para informar à população.
Aplausos aos colegas de profissão pela adesão ao nosso ponto de vista e nossa fala, pelo nosso dever ético de defender os interesses da classe.
Interessante, também, é sabermos que um outro portal, o qual se autointitula na prática do “jornalismo cidadão” apenas ter solicitado o envio, por parte da gerente de de Marketing Josi Salgueiro, de release a respeito do evento para o qual foi solicitada nossa presença e dos demais que compareceram. Tratamento diferenciado?
Há, ainda, a suspeita de “dupla batida de cabeça” com a possibilidade de alguém não querer a imprensa presente e a mesma ter sido convidada por alguém...
Fica para reflexão...

(Texto e fotos: Marcos Ivan de Carvalho, MTb36001 - Canal39)

Olá, deixe seu comentário para PINDA: PS TEM NOVA GESTÃO E IMPRENSA CONVIDADA NÃO VÊ O ATO OFICIAL

Enviando Comentário Fechar :/