CUNHA DEMONSTRA FÉ DURANTE FESTA DO DIVINO

CUNHA DEMONSTRA FÉ DURANTE FESTA DO DIVINO

Detalhe do interior da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (foto: Edna Maischberger, Canal39)

O mês de julho de 2017 registra, no calendário da Igreja Católica, as comemorações referentes ao Pentecostes, que acontece 50 dias após o domingo de Páscoa.

Segundo Lucas, em sua interpretação para o Pentecostes, seria o tempo da vinda do Espírito Santo para guiar os evangelizadores na tarefa de anunciar a Nova Aliança e o Reino de Deus.

No livro dos Atos dos Apóstolos (1,8) está a promessa de Jesus sobre a vinda do Espírito para conceder, aos discípulos, o poder de testemunharem-No em toda a Jerusalém, Judéia e Samaria e até os confins da Terra.

Em Cunha, a celebração ao Divino mantém a tradição das liturgias com missas, novenas, visitas da bandeira às residências, procissão.

CUNHA DEMONSTRA FÉ NA FESTA DO DIVINO

Fotos: Edna Maischberger, Canal39

Notável é a intensa fé religiosa demonstrada pela população cunhense, a qual chega a lotar a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição em praticamente todos os momentos das celebrações.

Curioso, e tradicional, é o costume de os ofertórios serem compartilhados com as torcidas dos grandes clubes do Estado de São Paulo. Com isso, não é incomum verificar-se, no interior da Matriz, centenas de pessoas com as camisetas e cores de seu clube preferido.

A festa deste ano, em Cunha, aconteceu mesmo com o templo estando sob trabalhos de restauração, destacando-se o belo exemplo de fé e ordem por parte de todos os participantes, os quais não ultrapassaram os limites estabelecidos para ocupação do local e respeitaram os avisos para se manterem distantes, por motivos de segurança, dos andaimes e outros equipamentos instalados.

No domingo, 16 de julho, aconteceu o almoço com a tradicional distribuição gratuita do “Afogado”, prato à base de carne bovina e batatas, além dos temperos. Enquanto na “casa da festa” muita gente fazia fila para o almoço, o pátio em frente à Matriz era utilizado para algumas atividades. Já no sábado, 15, acontecia no local mais uma edição do “Varal Fotográfico”, mostra de trabalhos dos experientes e taentosos Renate Esslinger e Árpád Cserép, fotógrafos e defensores da qualidade de vida com a preservação da Natureza. Esses dois têm histórias para contar de suas andanças pelo Velho Mundo e a mais recente, um mergulho pela Amazônia.

A elevação do mastro do Divino foi um tempo de muita emoção e devoção, com muitos devotos chegando às lágrimas durante sua aproximação para tocar o mastro já colocado.

CUNHA DEMONSTRA FÉ NA FESTA DO DIVINO

Fotos: Edna Maischberger / Marcos Ivan, Canal39

Congadas, capoeiristas e a engraçadíssima brincadeira do “quebra potes” também ilustraram a tarde do domingo da Festa do Divino, em Cunha.

Com uma bem ensaiada e esforçada Banda de Música, a procissão do Divino percorreu ruas centrais da cidade e retornou, para a Missa Solene de Encerramento e a queima de fogos.

A reportagem do Canal39 registrou alguns desses momentos.

GALERIA DE FOTOS Nº 01                                               GALERIA DE FOTOS Nº 02

 

Olá, deixe seu comentário para CUNHA DEMONSTRA FÉ DURANTE FESTA DO DIVINO

Enviando Comentário Fechar :/